PLÍNIO, O VELHO: LEITOR DOS LATINOS

Autores

  • Thiago David Stadler

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i2.15735

Resumo


Neste artigo trabalho com a questão da identidade do erudito propagada e incorporada por Plínio, o Velho a partir de sua leitura de quatro autores latinos: Marco Terêncio Varrão, Sêneca, Tito Lívio e Cícero. Assim, proponho que o conjunto de características fundamentais para a formação de um erudito nos moldes de Plínio está intimamente vinculada com a tipologia da obra História Natural. Apesar do uso de autoridades latinas para compor sua magna obra sugiro que Plínio aludiu a uma forma diferente de ler a tradição e, portanto, elencou outras prioridades no que se refere aos domínios e posturas de um erudito do século I d.C.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

STADLER, T. D. PLÍNIO, O VELHO: LEITOR DOS LATINOS. Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 53–69, 2000. DOI: 10.36449/rth.v20i2.15735. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/15735. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático