A CRISTIANIZAÇÃO DO ESPAÇO: O PROTAGONISMO DA VERA CRUZ EM MARMELAR

Autores

  • Renata Cristina de Sousa Nascimento

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i2.15737

Resumo


Desde cristianização da cidade de Jerusalém (século IV), as fronteiras da cristandade foram constantemente alteradas. Este fator intensificou-se no contexto medieval, devido à ocupação muçulmana tanto nas regiões do oriente, quanto na Península Ibérica. As ordens militares, surgidas após a Primeira Cruzada contribuíram significativamente para a consolidação deste processo. Em Portugal a Ordem de São João de Jerusalém, reconhecida pelo papado no século XII teve papel relevante, através do Priorado do Crato. Este era constituído em regime de comendas e bailias, unidades locais da implantação hospitalária na região. Entre estas comendas destaca-se a de Marmelar, por possuir em seu interior um fragmento venerado como sendo oriundo da Vera Cruz. Esta relíquia contribuiu para ampliar o patrimônio espiritual e o prestígio do local, sendo objeto de disputas, possuindo também importância política e demográfica.

Downloads

Publicado

15-12-2016

Como Citar

NASCIMENTO, R. C. de S. A CRISTIANIZAÇÃO DO ESPAÇO: O PROTAGONISMO DA VERA CRUZ EM MARMELAR. Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 133–146, 2016. DOI: 10.36449/rth.v20i2.15737. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/15737. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático