OS GENERAIS DITADORES (1964-1985) COMO PRESIDENTES DE HONRA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO BRASILEIRO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v21i2.16962

Palavras-chave:

Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Ditadura Civil Militar, Regime Ditatorial.

Resumo


Este trabalho procura analisar as relações estabelecidas entre o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, o IHGB, e os chefes de Estado da ditadura civil militar (1964-1985), sobretudo através do título de Presidentes Honorários da Instituição concedido aos chefes de Estado quando no exercício dos seus mandados, conforme previsto nos estatutos do Instituto. Através da análise desta relação, verificar elementos subjetivos que configurem uma postura e um posicionamento político do Instituto diante destes chefes de Estado e da própria ditadura.

 

Biografia do Autor

Ivan Rodrigo TREVISAN

Graduado em História na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Mestre em História na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Downloads

Publicado

20-12-2017

Como Citar

TREVISAN, I. R. OS GENERAIS DITADORES (1964-1985) COMO PRESIDENTES DE HONRA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO BRASILEIRO. Tempos Históricos, [S. l.], v. 21, n. 2, p. 465–498, 2017. DOI: 10.36449/rth.v21i2.16962. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/16962. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos