AUTOS CRIMINAIS DE CONTRABANDO E OS TRABALHADORES NA FRONTEIRA BRASIL-PARAGUAI NA DÉCADA DE 1960

Autores

  • Cíntia FIOROTTI

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v21i1.17093

Resumo


Neste artigo o objetivo é analisar as relações de trabalho vividas na fronteira Brasil/Paraguai entre 1960 e 1970, analisando como os trabalhadores envolvidos no transporte não regulamentado de café interpretavam e lidavam com as mudanças ocorridas na legislação, na economia e em outras dimensões que interferiam em suas vidas. As fontes selecionadas foram autos criminais da comarca de Toledo, legislação brasileira afeita ao tema e entrevistas.

Downloads

Publicado

20-06-2017

Como Citar

FIOROTTI, C. AUTOS CRIMINAIS DE CONTRABANDO E OS TRABALHADORES NA FRONTEIRA BRASIL-PARAGUAI NA DÉCADA DE 1960. Tempos Históricos, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 125–153, 2017. DOI: 10.36449/rth.v21i1.17093. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/17093. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático