O MODO DE VIDA CENOBÍTICO E SUAS REGRAS: AS DUAS REGRAS DOS PAIS COMO EXEMPLO DE DESENVOLVIMENTO DO CENOBITISMO OCIDENTAL

Autores

  • Rossana PINHEIRO-JONES Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v22i1.17688

Palavras-chave:

Regras Monásticas, cenobitismo, Regras dos Pais

Resumo


Este artigo objetiva apresentar discussões que marcaram a análise de duas Regras dos Pais produzidas na região da Provença no século V, consideradas fundamentais para a constituição da vida cenobítica em momento anterior ao estabelecimento e dispersão da Regra Beneditina (c. 534). Iniciaremos este artigo com a exposição da história e da constituição do modo de vida monástico cenobítico, tanto a Oriente quanto a Ocidente. Em seguida, exporemos o clássico debate entre Adalbert de Vogüé e Jean-Pierre Weiss acerca da datação das Regras para, em seguida, destacarmos aspectos estruturais de composição desses escritos, levando em consideração similaridades e discrepâncias em seus temas e abordagens, com o intuito de compreendermos como o cenobitismo tomou forma na Provença na Antiguidade Tardia e qual o papel que João Cassiano desempenhou neste processo.

Biografia do Autor

Rossana PINHEIRO-JONES, Universidade Federal de São Paulo

Rossana Pinheiro-Jones é Professora do Departamento de História da Unifesp. Doutorou-se em História pela Unicamp e concluiu em 2016 o Pós-Doutorado pela mesma instituição, após período de pesquisa na Universidade de Oxford financiado pela FAPESP.

Downloads

Publicado

12-08-2018

Como Citar

PINHEIRO-JONES, R. O MODO DE VIDA CENOBÍTICO E SUAS REGRAS: AS DUAS REGRAS DOS PAIS COMO EXEMPLO DE DESENVOLVIMENTO DO CENOBITISMO OCIDENTAL. Tempos Históricos, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 225–274, 2018. DOI: 10.36449/rth.v22i1.17688. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/17688. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos