DISSIDÊNCIAS E CONTINUIDADES NO PARTIDO REPUBLICANO LIBERAL NO RIO GRANDE DO SUL (CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA ANÁLISE DOS DIRETÓRIOS MUNICIPAIS DE SÃO LEOPOLDO E NOVO HAMBURGO)

Autores

  • Rodrigo Luis dos SANTOS Professor do Instituto Superior de Educação Ivoti/Doutorando em História na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v22i1.18016

Palavras-chave:

Partidos Políticos, Governo Vargas, Rio Grande do Sul

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de analisar as articulações e conjunturas políticas do Rio Grande do Sul na década de 1932, especialmente entre os anos de 1932 e 1937, período em que teve existência o Partido Republicano Liberal, fundado pelo então interventor federal José Antônio Flores da Cunha. Para melhor compreender as dinâmicas locais deste partido político, relacionando-as com as estruturas provenientes das esferas nacional e estadual, escolhemos analisar os Diretórios Municipais de São Leopoldo e Novo Hamburgo.

Biografia do Autor

Rodrigo Luis dos SANTOS, Professor do Instituto Superior de Educação Ivoti/Doutorando em História na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Doutorando em História (bolsista PROSUC/CAPES) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Possui mestrado em História (bolsista FAPERGS/CAPES) (2016) e graduação em Licenciatura Plena em História (2013) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Professor e coordenador dos Cursos de Graduação em Licenciatura em História e Geografia, atuando também em Cursos de Especialização do Instituto Superior de Educação Ivoti (ISEI), além de ser membro da Equipe Editorial da Revista Acadêmica Licencia&acturas. Tem experiência como professor no Ensino Fundamental e Médio. Atuou como historiador voluntário e coordenador de estágios no Museu Histórico Visconde de São Leopoldo (2013-2016). Integrante, na qualidade de pesquisador, do grupo de pesquisa (CNPq) Núcleo de Estudos de História da Imigração (NEHI), na linha de pesquisa Espaço, Economia e Sociedade, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade de Passo Fundo (UPF). É membro e atual presidente (Gestões 2016-2017 e 2018-2019) da Associação Nacional de Pesquisadores da História das Comunidades Teuto-Brasileiras (ANPHCTB) e sócio da Associação Nacional de História - Seção Rio Grande do Sul (ANPUH-RS), onde é vice-coordenador do Grupo de Trabalho (GT) Estudos Étnicos e Migrações (Coordenação 2017-2018). Integrante do Fórum Setorial de Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Bom e representante do mesmo, na qualidade de conselheiro titular, no Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (biênio 2016-2018), onde também integra a Câmara Técnica. Associado ao Instituto Histórico de São Leopoldo (IHSL). Tem interesse e atua nos seguintes temas: imigração e sua contextualização social e política; Brasil e Rio Grande do Sul imperial e republicano (Primeira República e Período Vargas); Estado Novo, nacionalismo e ações de nacionalização; patrimônio, museus e acervos documentais e históricos; ensino de História. 

Downloads

Publicado

12-08-2018

Como Citar

SANTOS, R. L. dos. DISSIDÊNCIAS E CONTINUIDADES NO PARTIDO REPUBLICANO LIBERAL NO RIO GRANDE DO SUL (CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA ANÁLISE DOS DIRETÓRIOS MUNICIPAIS DE SÃO LEOPOLDO E NOVO HAMBURGO). Tempos Históricos, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 424–449, 2018. DOI: 10.36449/rth.v22i1.18016. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/18016. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos