"QUEREMOS ESPAÇO VERDE": O PARQUE MUNICIPAL HENRIQUE LUIZ ROESSLER COMO PARTE DA HISTÓRIA DA CIDADE DE NOVO HAMBURGO (RS, BRASIL)

Autores

  • Fabiano Quadros RÜCKERT Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Professor Adjunto de História https://orcid.org/0000-0002-0887-5851
  • Elenita Malta PEREIRA Universidade Federal de Santa Catarina Professora Substituta de História

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v22i1.19087

Palavras-chave:

Parques urbanos. Movimento Ambientalista. Conflitos Socioambientais. Novo Hamburgo.

Resumo


O artigo analisa a história de criação do Parque Municipal Henrique Luiz Roessler, localizado na cidade de Novo Hamburgo, no estado do Rio Grande do Sul (Brasil). Inserida no contexto mais amplo da urbanização de Novo Hamburgo, esta história será analisada como uma experiência de conflito socioambiental marcada, de um lado, pela mobilização da sociedade em favor da aquisição e conservação da área, e, do outro, pelas negociações e ações políticas que viabilizaram a criação do Parque. O artigo também contempla o posicionamento da imprensa local a respeito da criação do Parque, analisando um conjunto de textos publicados no Jornal NH, no período entre 1988 e 1992.

Biografia do Autor

Fabiano Quadros RÜCKERT, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Professor Adjunto de História

Em 2015 conclui o Doutorado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Nesta mesma instituição cursei Licenciatura Plena e Mestrado em História. No decorrer da graduação participei de pesquisas na área de relações interculturais e iniciei trabalhos com a metodologia da História Oral; posteriormente, ingressei na linha temática das Ideias e Movimentos Sociais na América Latina pesquisando o imaginário e as representações da Guerra Fria no contexto latino-americano. No Mestrado em História, cursado durante o biênio 2005-2006, desenvolvi uma pesquisa inserida no campo da História Ambiental, enfatizando a dimensão cultural e política do movimento ambientalista brasileiro. No período de 2013 a 2015, trabalhei como Editor da Revista Latino-Americana de História (RLAH) e como Coordenador do GT de História Ambiental da ANPUH-RS. Com o auxilio da CAPES, realizei intercâmbio na Universidad Nacional del Centro de la Província de Buenos Aires (UNICEN) e na Universidad de Jaén - España, ambos durante o curso de Doutorado. O conjunto de experiências de pesquisa adquirido durante a formação acadêmica contempla aspectos de teoria e metodologia da História e abrange temas como as relações interamericanas, o desenvolvimento do movimento ambientalista e a história do saneamento no Brasil e na América Latina. Em 2016, ingressei no quadro de Docentes da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS),Campus Pantanal.

Elenita Malta PEREIRA, Universidade Federal de Santa Catarina Professora Substituta de História

Professora Substituta de História na Universidade Federal de Santa Catarina. Doutora em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2016), onde defendeu a tese: A ética da convivência ecossustentável: Uma biografia de José Lutzenberger (1970-2002). Tem experiência em História do Brasil Republicano e História da América Independente, com pesquisa nas áreas de História Social, Biografia Histórica, História Ambiental e Ensino de História, enfocando práticas, discursos, ideias, questões étnicas, questões de gênero, políticas públicas, formação de culturas e identidades e construções de memórias sobre a atuação conservacionista/ambientalista no Brasil República. Interessa-se pelo estudo das dinâmicas dos movimentos sociais, em especial ONGs ecologistas, e da sua articulação tanto em âmbito nacional quanto internacional. Pesquisa o ambientalismo brasileiro por meio do método biográfico e da perspectiva teórica da história ambiental, analisando a trajetória de sujeitos ambientalistas e as influências de suas ideias e práticas na difusão da proteção à natureza no Brasil. Foi professora Colaboradora no Departamento de História da UNICENTRO-PR e na Pós-Graduação EAD Especialização em Perspectivas de Ensino de História do Brasil, da UNICENTRO e Universidade Aberta do Brasil (UAB). Atualmente, é sócia da Associação Nacional dos Professores de História (ANPUH), membro do Grupo de Trabalho História Ambiental da Anpuh-RS e do Laboratório de História Ambiental e Gênero (LHAG-UNICENTRO). Colaboradora do projeto Água, Saúde e Ambiente na História de Projetos de Desenvolvimento no Brasil do século XX, cuja coordenação está sediada na Casa de Oswaldo Cruz (COC) - FIOCRUZ. Organizadora do dossiê Meio ambiente na aula de História: Interações entre ensino de história, história ambiental e educação ambiental, para a Revista do LHISTE (Laboratório de Ensino e Educação da UFRGS), com previsão de publicação em 2018. Possui projeto de pesquisa recentemente aprovado no Edital Universal CNPq 01/2016, com o título: José Lutzenberger: Um mediador entre o ambientalismo brasileiro e global (Déc. 1980-1990). Desenvolvimento entre 2017-2020.

Downloads

Publicado

12-08-2018

Como Citar

RÜCKERT, F. Q.; PEREIRA, E. M. "QUEREMOS ESPAÇO VERDE": O PARQUE MUNICIPAL HENRIQUE LUIZ ROESSLER COMO PARTE DA HISTÓRIA DA CIDADE DE NOVO HAMBURGO (RS, BRASIL). Tempos Históricos, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 80–99, 2018. DOI: 10.36449/rth.v22i1.19087. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/19087. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático