O PIONEIRISMO DO ASSOCIATIVISMO AGRÍCOLA NA INTERNACIONALIZAÇÃO DA AÇÃO COLETIVA: O CASO DE ESTUDO PORTUGUÊS NO LONGO SÉCULO XIX

Autores

  • Joana Dias PEREIRA Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v23i1.20608

Palavras-chave:

sociedade civil, agricultura, internacionalização

Resumo


Este artigo explora as raízes históricas de um processo de longa duração, a designada «primeira globalização», no qual se destaca a participação e articulação do associativismo voluntário à escala internacional. Assumindo como caso de estudo as primeiras sociedades agrícolas fundadas no período liberal, procura-se destacar os impactos das transferências e contactos transnacionais e concorrer para o enriquecimento da histoire croisée da sociedade civil.

Biografia do Autor

Joana Dias PEREIRA, Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa

Doutorada em História na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (UNL)

Downloads

Publicado

26-11-2019

Como Citar

PEREIRA, J. D. O PIONEIRISMO DO ASSOCIATIVISMO AGRÍCOLA NA INTERNACIONALIZAÇÃO DA AÇÃO COLETIVA: O CASO DE ESTUDO PORTUGUÊS NO LONGO SÉCULO XIX. Tempos Históricos, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 462–492, 2019. DOI: 10.36449/rth.v23i1.20608. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/20608. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos