PENSAR A HISTÓRIA NO INTERIOR DA INSTABILIDADE: ESCRITA DA HISTÓRIA E POSSIBILIDADES ÉTICO-POLÍTICAS NO RETRATO DO BRASIL DE PAULO PRADO

Autores

  • Clayton José FERREIRA Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v23i1.21854

Palavras-chave:

Escrita da História, Paulo Prado, Retrato do Brasil

Resumo


Neste artigo abordarei algumas compreensões a respeito da escrita da história no ensaio Retrato do Brasil: ensaio sobre a tristeza brasileira (1928) de Paulo Prado. Nossas reflexões serão norteadas pelas seguintes hipóteses: a) há busca por orientação e certa estabilidade através da tematização do passado; c) a linguagem pragmática de seu ensaio se organiza em torno de dimensões lógico-formais e estéticas, ambas a partir de esforços ético-políticos; b) o ensaio é marcado por uma atitude melancólica (tensão entre vontade/necessidade e impossibilidade/limites da ação).

Biografia do Autor

Clayton José FERREIRA, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Doutorando em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Mestre em História na área de concentração Poder e Linguagens (UFOP). Graduado em Bacharelado e Licenciatura em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Membro e secretário do Grupo de Pesquisa em História, Ética e Política (GHEP), que integra Núcleo de Estudos em História da Historiografia e Modernidade (NEHM). Foi professor voluntário cadastrado no Departamento de História da Universidade Federal de Ouro Preto durante os semestres 2016/2 e 2017/1. Professor orientador no Centro de Educação a Distância (CEAD) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) no curso de pós-graduação lato-sensu em práticas pedagógicas.

Downloads

Publicado

26-11-2019

Como Citar

FERREIRA, C. J. PENSAR A HISTÓRIA NO INTERIOR DA INSTABILIDADE: ESCRITA DA HISTÓRIA E POSSIBILIDADES ÉTICO-POLÍTICAS NO RETRATO DO BRASIL DE PAULO PRADO. Tempos Históricos, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 386–407, 2019. DOI: 10.36449/rth.v23i1.21854. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/21854. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático