A TERRITORIALIZAÇÃO DA LUTA E O NOVO MASSACRE DOS NATIVOS DO ARAPUIM NO NORTE DE MINAS GERAIS

Autores

  • Greiciele Soares DA SILVA Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social - PPGDS na Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes
  • Rômulo Soares BARBOSA Professor Doutor no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS / Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES.

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v23i1.22185

Palavras-chave:

Quilombola, Luta por terra, Territorialização, Território.

Resumo


Este trabalho busca discutir o processo de territorialização da luta dos Nativos do Arapuim, assim como o acionamento da identidade quilombola ao longo do processo. Os Nativos do Arapuim é um grupo social, descendentes dos camponeses desterritorializados na década de 1960 no “Massacre de Cachoeirinha”, atual município de Verdelândia, localizado no Norte de Minas Gerais. Após o Massacre ocorre a reconfiguração territorial do município, por meio da criação de acampamentos/assentamentos rurais de reforma agrária. Esse cenário de conflito é onde ocorre a reemergência da luta por terra dos Nativos, que depois de vários acontecimentos, encontra um novo caminho em direção ao território quilombola. Para tal estudo, foram realizados os seguintes procedimentos metodológicos: revisão bibliográfica, pesquisa documental, observação direta e entrevistas com lideranças políticas das comunidades.

Biografia do Autor

Greiciele Soares DA SILVA, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social - PPGDS na Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS / Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Sociedade, Ambiente e Território - PPGSAT pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG associado Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Bacharel em Ciências Sociais. Pesquisadora voluntária no Núcleo Interdisciplinar em Investigação Socioambiental - NIISA / UNimontes.

Rômulo Soares BARBOSA, Professor Doutor no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS / Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES.

Doutor em Sociologia pelo CPDA/Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Mestre em Sociologia pelo CPDA/Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes. Professor do Departamento de Ciências Sociais, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social da Universidade Estadual de Montes Claros e do Mestrado Associado UFMG/UNIMONTES em Sociedade, Ambiente e Território. Pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Investigação Socioambiental- NIISA.

Downloads

Publicado

26-11-2019

Como Citar

DA SILVA, G. S.; BARBOSA, R. S. A TERRITORIALIZAÇÃO DA LUTA E O NOVO MASSACRE DOS NATIVOS DO ARAPUIM NO NORTE DE MINAS GERAIS. Tempos Históricos, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 269–298, 2019. DOI: 10.36449/rth.v23i1.22185. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/22185. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático