MEMÓRIA, EXPERIÊNCIA, TESTEMUNHO: REVISITANDO A LUTA PELA TERRA NO SUDESTE DO PARÁ A PARTIR DO DOCUMENTÁRIO ESCOLA ELDORADO

Autores

  • Janailson Macêdo LUIZ Professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA). Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Bolsista de Doutorado do CNPq.

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v23i1.22351

Palavras-chave:

Luta pela terra, Amazônia, Direitos Humanos, Educação do campo, Documentário.

Resumo


Lançado em 2008, o documentário Escola Eldorado retrata as memórias de Alcione Ferreira da Silva, migrante maranhense que se deslocou para o Pará no início dos anos 1970, e vivenciou episódios marcantes da história recente do país, como a Guerrilha do Araguaia, ainda na década de setenta; o garimpo na Serra Pelada, nos anos oitenta, e o Massacre de trabalhadores sem-terra, em Eldorado dos Carajás, em 1996, no qual chegara a ser alvejado por um tiro. O artigo problematiza as relações entre memória, experiência e testemunho presentes na forma como as narrativas de Alcione são apropriadas, em conjunto com outros documentos, no curta-metragem. Busca também, por meio das rememorações apresentadas, (re)trilhar alguns dos caminhos da luta pela terra na Amazônia entre o final do século XX e início do XXI, cotejando as memórias narradas com elementos do contexto em que fora produzido o documentário.

Biografia do Autor

Janailson Macêdo LUIZ, Professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA). Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Bolsista de Doutorado do CNPq.

Graduado em História pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), mestre em História pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), sob orientação da Prof.ª Tit. Maria Helena Machado. É professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), onde atuou como Diretor do Instituto de Ciências Humanas (2016-2018) e foi o primeiro coordenador do Curso de Licenciatura em História do Campus Marabá (2014-2015). Na mesma universidade, coordenou o Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Relações Étnico-Raciais, Movimentos Sociais e Educação - N'UMBUNTU/FACED/ICH (2015-2017). Atuou ainda como coordenador técnico (voluntário) do projeto "Catálogo Geral dos Manuscritos Avulsos e em Códices referentes à História Indígena e Escravidão Negra do Brasil", desenvolvido pela UFCG, através da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (2012-2015). Realiza atividades de ensino, pesquisa e extensão voltadas para os temas: Educação das Relações Étnico-Raciais; Comunidades Remanescentes de Quilombos; Guerrilha do Araguaia; Preservação e democratização das fontes históricas. Participou, enquanto estudante de graduação da UEPB, da criação do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEAB-Í), em Campina Grande-PB. É filiado a Associação Nacional de História (ANPUH/Seção - PA), Associação Brasileira de História Oral (ABHO) e Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN).

Downloads

Publicado

26-11-2019

Como Citar

LUIZ, J. M. MEMÓRIA, EXPERIÊNCIA, TESTEMUNHO: REVISITANDO A LUTA PELA TERRA NO SUDESTE DO PARÁ A PARTIR DO DOCUMENTÁRIO ESCOLA ELDORADO. Tempos Históricos, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 328–361, 2019. DOI: 10.36449/rth.v23i1.22351. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/22351. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático