O Império e as celebrações a Tiradentes

Autores

  • Augusto Henrique Assis Resende Doutorando em História pela FCL/UNESP - Assis.

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v24i2.23207

Palavras-chave:

Imprensa, Minas Gerais, Tiradentes.

Resumo


Neste texto, destaco alguns momentos de (re)memoração acerca da Conjuração Mineira e referente ao mártir Tiradentes, bem como as ressignificações acerca da simbologia que envolvia o movimento setecentista mineiro ao longo de parte do século XIX. Com membros da intelectualidade nacional, marginalizados da política imperial, a buscar naquela conjura elementos que legitimassem seu acesso às esferas político-sociais do Império do Brasil. Alguns impressos mineiros servem de fonte e como fresta para se lançar luzes sobre as celebrações à memória de Tiradentes, ocorridas na década de 1880 em muitas partes do Império, mas especificamente às grandes celebrações havidas em 1882 pelo 9.º decenário do mártir mineiro, em Ouro Preto, demonstrando os usos políticos e simbólicos que se fazia da Inconfidência ainda em período monárquico.

Downloads

Publicado

28-12-2020

Como Citar

ASSIS RESENDE, A. H. O Império e as celebrações a Tiradentes. Tempos Históricos, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 237–267, 2020. DOI: 10.36449/rth.v24i2.23207. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/23207. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos