Hotelaria no Rio Grande do Sul (1907-1940): uma análise a partir do Almanak Laemmert

Autores

  • Dalila Müller Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v25i1.23858

Palavras-chave:

História da Hotelaria, História do Rio Grande do Sul, Almanak Laemmert.

Resumo


A proposta do presente artigo é traçar um panorama da hotelaria no Rio Grande do Sul nas décadas iniciais do século XX. A partir da lista de hotéis constantes no Almanak Laemmert, busca compreender as características da hotelaria no Estado no início do novecentos. O texto aborda, quantitativamente, o número de hotéis divulgados nos almanaques nos diferentes anos, com o objetivo de verificar o aumento ou a retração deste ramo de negócios no Estado, bem como a localização, os proprietários e a denominação dos hotéis. O hotel foi importante para o contexto da época, pois garantiu a mobilidade, a civilidade e o anonimato característicos da vida urbana brasileira no início do século XX. A análise permitiu compreender a configuração da hotelaria no Rio Grande do Sul, que se expandiu ao longo das quatro primeiras décadas do século XX.

Biografia do Autor

Dalila Müller, Universidade Federal de Pelotas

Professora associada da Universidade Federal de Pelotas - Curso de Bacharelado em Turismo e Programa de Pós-Graduação em História.

Downloads

Publicado

03-05-2021

Como Citar

MÜLLER, D. Hotelaria no Rio Grande do Sul (1907-1940): uma análise a partir do Almanak Laemmert. Tempos Históricos, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 166–193, 2021. DOI: 10.36449/rth.v25i1.23858. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/23858. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos