Cultura impressa no Amazonas e a trajetória de um jornal centenário

Autores

  • Leno José Barata Souza

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v14i2.4861

Resumo


O artigo busca discutir a penetração da cultura impressa no estado do Amazonas, cuja porta de entrada aconteceu por sua capital, a cidade de Manaus, a partir de 1851. Avançando nas décadas seguintes, atento ao desenvolvimento e as características da palavra impressa (na forma de jornais) no extremo norte do Brasil, região de forte tradição oral que influenciou e foi influenciada pela marcha da cultura impressa na região. Finalmente, o centenário Jornal do Comércio, decano da imprensa local, entendido aqui como um dos grandes símbolos do periodismo amazonense, cujas discussões nos permitem uma significativa amostra das tendências e características da cultura impressa no estado do Amazonas.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

SOUZA, L. J. B. Cultura impressa no Amazonas e a trajetória de um jornal centenário. Tempos Históricos, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 106–133, 2000. DOI: 10.36449/rth.v14i2.4861. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/4861. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Mídia