Memória e missão: O Paiz e Gazeta Nacional. Imprensa do Rio De Janeiro (1884-1888)

Autores

  • Andréa Santos da Silva Pessanha

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v14i2.4866

Resumo


Os jornais constituem, na qualidade de objeto ou fonte de estudo, um campo especial para a análise da sociedade brasileira do século XIX. Este artigo aborda quais representações sobre os jornalistas, sobre a imprensa e sobre seu papel foram difundidas pelos periódicos O Paiz e Gazeta Nacional, ligados aos grupos republicanos da Corte. O recorte cronológico corresponde à efervescência do movimento abolicionista no Rio de Janeiro, ou seja, justamente a fase em que a imprensa assumiu função central na realização da campanha, projetando para a esfera pública as discussões políticas referentes ao fim do trabalho escravo e à crise do regime monárquico. 

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

PESSANHA, A. S. da S. Memória e missão: O Paiz e Gazeta Nacional. Imprensa do Rio De Janeiro (1884-1888). Tempos Históricos, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 207–225, 2000. DOI: 10.36449/rth.v14i2.4866. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/4866. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Mídia