Todos os desafios do mundo: a geração de 1964 no Cinema Novo

Autores

  • Carlos Eduardo Pinto de Pinto

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v15i1.5696

Palavras-chave:

geração, Cinema Novo, juventude

Resumo


A proposta do artigo é mobilizar os conceitos de geração e juventude para abordar o horizonte criativo dos jovens diretores ligados estilisticamente ao Cinema Novo, bem como a representação de juventude realizada em suas obras. São analisados dois filmes muito diferentes em relação à forma como representam a juventude: O Desafio (Paulo César Saraceni, 1965) e Todas as mulheres do mundo (Domingos de Oliveira, 1967). Ambos giram em torno de uma história de amor, mas apresentam os respectivos relacionamentos de formas bastante diversas. As principais características dos jovens brasileiros dos anos 1960 serão buscadas não apenas através dessas personagens e da forma como suas trajetórias são narradas, mas também através das marcas geracionais e anseios criativos dos diretores.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

PINTO, C. E. P. de. Todos os desafios do mundo: a geração de 1964 no Cinema Novo. Tempos Históricos, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 138–157, 2000. DOI: 10.36449/rth.v15i1.5696. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/5696. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História, Cinema e Música