DA PROTEÇÃO À NATUREZA AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A DEFESA AMBIENTAL NO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Elenita Malta Pereira

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v15i2.7202

Palavras-chave:

proteção à natureza, movimentos ecologistas, desenvolvimento sustentável, história da ecologia no Rio Grande do Sul, história ambiental.

Resumo


 

Neste artigo, propomos uma abordagem histórica, relacionando acontecimentos locais e globais que influenciaram as lutas pela conservação e preservação da natureza no Rio Grande do Sul. Nos anos 1930-60, a proteção à natureza enfocou o reflorestamento, a luta contra a caça ilegal, a construção de parques naturais, entre outros temas. Na década de 1970, com a constituição de movimentos ecológicos, ocorreram campanhas contra a poluição do ar, das águas, da energia nuclear, etc; algumas vitoriosas, outras não. Nos anos 1980-90, o debate se renova no conceito de desenvolvimento sustentável, envolvendo tanto entidades ambientalistas quanto empresas. As reivindicações ambientalistas, embasadas em princípios educativos, representaram uma importante forma de exercício da cidadania, em âmbito local e planetário.

Downloads

Publicado

08-11-2012

Como Citar

PEREIRA, E. M. DA PROTEÇÃO À NATUREZA AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A DEFESA AMBIENTAL NO RIO GRANDE DO SUL. Tempos Históricos, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 117–153, 2012. DOI: 10.36449/rth.v15i2.7202. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/7202. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático