OUTROS RELATOS OUTRAS HISTÓRIAS: PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU, UM ESPAÇO DE DINÂMICAS E SOCIABILIDADES

Autores

  • Rudy Nick Vencatto

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v15i2.7209

Palavras-chave:

Parque Nacional do Iguaçu, Natureza, Cultura, História Oral,

Resumo


 

Este artigo tem como objetivo problematizar o imaginário e os diversos sentidos construídos sobre, e para, o Parque Nacional do Iguaçu. Oficialmente criado em 1939, ao longo das décadas o parque foi adquirindo valores que o transformaram na atualidade em um espaço da presença selvagem. Entretanto, este espaço também foi palco de ocupação e colonização por grupos de migrantes que chegaram na década de 1960, imbricados no processo mais amplo de ocupação das fronteiras nacionais. Sobre este panorama, o artigo busca, a partir dos relatos orais, refletir outros sentidos que o Parque Nacional do Iguaçu adquiriu e ainda está presente nas memórias destes sujeitos. É possível compreender que a natureza sacralizada nos discursos dos órgãos que administram o parque, em outros momentos vislumbrou das mãos humanas, e para estes sujeitos, o Parque Nacional do Iguaçu está repleto de outros valores que vão além de uma natureza selvagem e intocada.

Downloads

Publicado

08-11-2012

Como Citar

VENCATTO, R. N. OUTROS RELATOS OUTRAS HISTÓRIAS: PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU, UM ESPAÇO DE DINÂMICAS E SOCIABILIDADES. Tempos Históricos, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 337–361, 2012. DOI: 10.36449/rth.v15i2.7209. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/7209. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático