GASTON BACHELARD E JACQUES RANCIÈRE: UMA VISÃO COMPARATIVA DOS PROBLEMAS ENTRE HISTÓRIA, ARTE E IMAGEM

Autores

  • André Fabiano Voigt

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v17i1.9011

Palavras-chave:

Gaston Bachelard, Jacques Rancière, história, arte, imagem.

Resumo


O presente artigo pretende comparar as ideias de Gaston Bachelard e de Jacques Rancière acerca das complexas relações entre história, arte e imagem. Em primeiro lugar, analisamos o assunto a partir da obra de Bachelard e levantamos as questões que, a nosso ver, ultrapassam o pensamento do filósofo francês. A seguir, tratamos do tema a partir de aspectos da obra de Rancière que podem trazer respostas às questões colocadas anteriormente. Acreditamos que o conceito de “regime estético da arte”, extraído da obra de Rancière, seja um elemento inovador no debate sobre as relações entre história, arte e imagem.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

VOIGT, A. F. GASTON BACHELARD E JACQUES RANCIÈRE: UMA VISÃO COMPARATIVA DOS PROBLEMAS ENTRE HISTÓRIA, ARTE E IMAGEM. Tempos Históricos, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 93–106, 2000. DOI: 10.36449/rth.v17i1.9011. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/9011. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Historiografia, comparação e interdisciplinaridade