Os limites de expansão da soja

Altevir Costa Sanches, Ednaldo Michellon, Antonio Carlos Roessing

Resumo

Neste trabalho foram estudados os limites de expansão da soja em nível mundial, em geral, e particularmente no Brasil, contemplando o consumo direto e indireto, bem como derivados, com as diferentes áreas em que ela terá utilização. Dado o crescimento da área, torna-se um problema saber até onde ela será plantada, e por isso a necessidade de estimar esse potencial de expansão para garantir o seu crescimento sustentável. A metodologia consta da pesquisa de dados em diferentes órgãos, bem como da consulta bibliográfica, garantindo-se um material adequado a esta investigação. De acordo com as projeções realizadas, verifica-se que para o ano 2010 o Brasil deverá estar produzindo de 57 a 75 milhões de toneladas de soja. É óbvio que as projeções dependem de um grande número de fatores e a consideração da simples taxa de crescimento anterior deve ser vista com muita cautela. Por outro lado, quando se considera a taxa de crescimento populacional, a renda “per-capita” e a elasticidade-renda da demanda, essas variáveis também foram projetadas para o futuro, embora dentro de critérios racionais. De qualquer maneira, a manutenção da demanda de soja, como é uma demanda derivada da demanda de carnes, principalmente de aves e suínos, depende bastante do desenvolvimento econômico e da distribuição de renda em nível global.

Texto completo:

PDF