Ciclos eleitorais racionais: evidência para os municípios mineiros

Ari Francisco Araujo Jr, Weber Americano Júnior, Cláudio D. Shikida, Márcio Antônio Salvato

Resumo


O objetivo deste artigo é testar a hipótese de ciclos eleitorais racionais nas eleições municipais de 2000 e 2004 em Minas Gerais. Para tanto, foi utilizado o modelo teórico/empírico empregado por Sakurai (2005) e proposto originalmente por Pettersson-Lidbom (2001). Os resultados mostram que os gastos municipais são elevados nos anos eleitorais e que há evidências de ciclos eleitorais racionais nas eleições de 2000, e no conjunto das eleições de 2000 e 2004 no caso dos eleitores de partidos de esquerda.


Palavras-chave


ciclos econômicos; ciclos políticos; racionalidade dos eleitores

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/igepec.v14i1.2628

INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Informe Gepec- PGDRA

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]