Modernização da agricultura brasileira no início dos anos 2000: uma aplicação da análise fatorial

Angela Maria Cassavia Jorge Corrêa, Nelly Maria Sansígolo de Figueiredo

Resumo


A modernização da agropecuária brasileira é analisada com base em indicadores que buscam expressar a produtividade agrícola, o progresso técnico e a intensidade do uso de capital, associados à produção agrícola. Apresenta-se um conjunto de dados atualizados sobre indicadores de modernização agrícola no Brasil, considerando-se que o último Censo Agropecuário data de 1995/96 e calculam-se indicadores sintéticos que permitam caracterizar a modernização da agricultura em 21 Unidades da Federação, no início dos anos 2000. Os indicadores são razões cujo denominador é número de pessoas ocupadas, ou então a área com lavouras. Com base no conjunto de indicadores é feita uma análise fatorial, pelo método dos componentes principais, extraindo-se dois fatores que expressam, respectivamente, “intensidade do uso do capital” e “produtividade”. A análise dos valores desses fatores para cada uma das Unidades da Federação permite traçar um panorama atual da modernização nos estados brasileiros, evidenciando forte assimetria desse processo no espaço geográfico nacional em 2002. Comparações desses resultados com estudo realizado para 1975-1985, guardadas as diferenças metodológicas e de fontes de dados, oferecem indicativos de uma permanência das discrepâncias quanto à modernização agrícola nos estados brasileiros, além de revelar a grande intensificação de uso de capital no Centro-Oeste.


Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]