Território e Desenvolvimento Sustentável: Indicação Geográfica da Erva-Mate de Ervais Nativos no Brasil

Valdir Roque Dallabrida

Resumo

No atual momento histórico, tudo parece tender à globalização. No entanto, algumas transformações contemporâneas apontam novas tendências, a valorização dos ativos dos territórios. Esta tendência desafia alguns lugares a buscar potencializar seus recursos naturais, sociais e culturais como propulsores de estratégias de desenvolvimento ancoradas na criação, preservação, ou reconstrução de sua própria identidade, de forma sustentável ambientalmente. Neste artigo, faz-se referência a um recorte territorial do Brasil, localizado no Planalto Norte Catarinense e no Centro-Sul do Estado do Paraná, que, em sua paisagem natural, abrigou duas espécies vegetais que se transformaram em riqueza para a região, a araucária e a erva-mate. Contextualiza-se a realidade e apontam-se algumas potencialidades e desafios para o desenvolvimento sustentável da região em referência, centrando o foco na possibilidade de se efetivar a Indicação Geográfica da erva-mate produzida a partir de ervais nativos. Resgatam-se registros da literatura sobre o tema, além de contemplar a pesquisa documental e entrevistas com representantes de instituições regionais, a partir do que realiza-se uma análise e algumas questões propositivas.

Palavras-chave

Território - Identidade Territorial - Desenvolvimento Territorial – Identificação Geográfica – Erva-mate

Texto completo:

PDF