Alagamento do solo: efeito no crescimento inicial da aveia branca (Avena sativa L.)

Thais D'Avila Rosa, Tiago Pedó, Emanuela Garbin Martinazzo, Vânia Marques Gehling, Geison Rodrigo Aisenberg, Tiago Zanatta Aumonde, Francisco Amaral Villela

Resumo


O alagamento do solo reduz o teor de oxigênio próximo às raízes, afetando o metabolismo energético e absorção de água e nutrientes. Desse modo, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de diferentes períodos de alagamento do solo em características fisiológicas de crescimento inicial em plantas de aveia branca. Os tratamentos foram compostos por capacidade de campo e alagamento do solo por 72 e 120 horas, com seis repetições. Para avaliação do crescimento inicial foram analisados o número de folhas, área foliar, razão de área foliar e de massa foliar, área foliar específica, matéria seca de folha, caule e raízes, comprimento de parte aérea e raiz primária. O aumento do período de alagamento reduziu o acúmulo de matéria seca de raiz, a razão de aérea foliar e a área foliar específica. No entanto, o comprimento de parte aérea e de raiz não foram alterados pelos períodos de alagamento do solo. Os períodos de alagamento utilizados afetam negativamente atributos fisiológicos de crescimento inicial em plantas de aveia branca.


Palavras-chave


área foliar; Avena sativa L.; estresse hídrico; matéria seca

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18188/sap.v14i2.10101

Incluir comentário

Revista Scientia Agraria Paranaensis

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon

ISSN: 1983-1471 - (versão eletrônica)

Centro de Ciências Agrárias

Rua Pernambuco 1777 — Caixa Posta 91

CEP 85960-000 Marechal Cândido Rondon — Paraná — Brasil

E-mail: revista.sap@unioeste.br

Fone: (45) 3284 7901