Comportamento ambiental do glifosato

Autores

  • P. V.D. Moraes
  • P. Rossi

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v9i3.5258

Palavras-chave:

glyphosate, resíduo, ambiente, água, solo

Resumo


O desenvolvimento da agricultura tem aumentado a necessidade do uso de herbicidas. Entretanto, algumas mudanças, tais como o advento de plantas transgênicas, têm favorecido o uso do herbicida glifosato, assim como aspectos relacionados à toxicologia, ecotoxicologia, facilidade de manuseio, eficácia de controle e principalmente a relação custo benefício. Esta revisão tem por objetivo descrever brevemente o comportamento do herbicida glifosato quando presente no ambiente, levando em consideração sua presença no ar, água, solo e aos organismos a ele associado. A atividade tanto do glifosato, quanto dos seus metabólitos podem afetar diretamente ou indiretamente organismos do solo e água. Porém, adjuvantes ou surfactantes podem ter efeito mais danoso do que o próprio glifosato. Embora o uso do herbicida glifosato tenha crescido muito nos últimos anos, estudos mais detalhados deste herbicida em diferentes condições ambientais são  importantes para um uso correto, diminuindo assim, possíveis danos ambientais que este produto possa causar quando usado de forma indiscriminada.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

MORAES, P. V.; ROSSI, P. Comportamento ambiental do glifosato. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 9, n. 3, 2000. DOI: 10.18188/sap.v9i3.5258. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/5258. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos