Efeito de três formulações de Bacillus amyloliquefaciens ICBB200 sobre o crescimento de plantas de alface (Lactuca sativa L.) em cinco condições edafoclimáticas

Aida Terezinha Santos Matsumura, Isabel Cristina Padula Paz, Alexandre Martins Guimarães, Marcia Eloisa Silva, Ana Paula Ott, Valmir Duarte

Resumo

A produção convencional de hortaliças se baseia no uso de fertilizantes e defensivos químicos, os quais contribuem para o aumento da produção de alimentos. Porém, o uso exagerado e inadequado desses produtos pode causar vários problemas à saúde e ao meio ambiente. O uso de bactérias promotoras de crescimento de plantas, como Bacillus amyloliquefaciens, surge como uma alternativa, já que as mesmas atuam diretamente no crescimento vegetal por alterações nas concentrações hormonais e maior aporte de nutrientes, como nitrogênio, fósforo e ferro, além de também atuar indiretamente pela supressão de doenças. Com isso, este trabalho objetiva avaliar o efeito da bactéria B. amyloliquefaciens ICBB200, apresentada em três diferentes formulações, sobre o crescimento de plantas de alface, em cinco condições edafoclimáticas diferentes. Ensaios em campo com três diferentes formulações de B. amyloliquefaciens ICBB200 foram conduzidos em áreas de cultivo de alface, em cinco condições edafoclimáticas distintas, na cidade de Porto Alegre, RS. Após 34 dias de cultivo, as plantas foram coletadas e avaliadas quanto à circunferência e peso de massa fresca de parte aérea. B. amyloliquefaciens ICBB200 promoveu o crescimento de parte aérea de plantas de alface, em qualquer uma de suas formulações testadas, em todas diferentes condições edafoclimáticas testadas.

Palavras-chave

hortaliças; inoculantes agrícolas; promoção de crescimento; rizobactéria

Texto completo:

PDF