Caracterização tecnológica da madeira de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage

Ezequiel Gallio, Elio José Santini, Darci Alberto Gatto, Joel Telles Souza, Roger Ravasi, Walmir Marques Menezes, Paulo Alfonso Floss, Rafael Beltrame

Resumo

O conhecimento sobre as propriedades tecnológicas da madeira possibilita a obtenção de ferramentas que auxiliem na utilização adequada desse material. Portanto, o objetivo desse estudo foi realizar a caracterização tecnológica da madeira de Eucalyptus benthamii para potenciais utilizações. Para isso, utilizaram-se seis indivíduos arbóreos de um plantio florestal implantado na cidade de Guatambu, Santa Catarina. Para a caracterização física da madeira, foram retirados discos em três posições distintas do fuste de cada árvore, determinando a massa específica básica e a retratibilidade. Os corpos de prova para os ensaios mecânicos de compressão paralela às fibras, flexão dinâmica, flexão estática e dureza Janka foram obtidos de discos retirados das toras. O valor médio para a massa específica básica foi de 0,549 g cm-3, enquanto que os parâmetros de retratibilidade apresentaram-se semelhantes aos do gênero de eucalipto, com um coeficiente de anisotropia médio de 1,9, indicando que trata-se de uma espécie instável dimensionalmente. Os resultados obtidos junto aos ensaios mecânicos indicam que a madeira de Eucalyptus benthamii apresenta uma baixa resistência a esforços mecânicos, limitando sua utilização para tal finalidade. Portanto, a aplicação dessa espécie para finalidades que solicitem esforços mecânicos é limitada, fazendo-se necessário a realização de estudos acerca das demais propriedades dessa madeira.

Palavras-chave

propriedades físicas; propriedades mecânicas; qualidade da madeira

Texto completo:

PDF