Desempenho pós-colheita de abacates cultivar ‘’fuerte’’ tratado com resveratrol

Alex Guimarães Sanches, Maryelle Barros da Silva, Elaine Gleice Silva Moreira, Shirley Silva Cosme, Carlos Alberto Martins Cordeiro

Resumo

O resveratrol é um composto antioxidante que tem como ação inibir a ocorrência de podridões e as perdas nutricionais e sensoriais dos frutos, em especial o abacate, que apresenta um amadurecimento muito rápido após a colheita principalmente quando armazenado em temperatura ambiente. Diante disso, o presente trabalho tem por objetivo avaliar a melhor dosagem de resveratrol no prolongamento da vida útil de abacates da variedade “Fuerte”. Os frutos ficaram imersos por 10 seg nas seguintes concentrações de resveratrol: 0,0; 1.000; 2.500; 3.500 e 4.500 mg L-1, com posterior armazenamento em temperatura ambiente por um período de 16 dias. A cada quatro dias os frutos foram analisados para as seguintes variáveis: perda de massa fresca, firmeza, sólidos solúveis, acidez titulável, pH, coloração da casca, taxa respiratória e ocorrência de podridões. O delineamento experimental foi em DIC fatorial, com cinco repetições. Com exceção da firmeza e do pH, o uso do resveratrol mostrou interação estatística em todas as variáveis analisadas. Independente da dosagem utilizada, o uso do resveratrol garantiu uma maior conservação dos abacates “Fuerte” de até quatro dias quando comparado à testemunha. As dosagens de 3500 e 4500 mg L-1 proporcionaram a manutenção das características físico-químicas.

Palavras-chave

Armazenamento; Persea americana L.; regulador vegetal.

Texto completo:

PDF