Características produtivas da alface ‘Piraroxa’ adubada com fertilizante orgânico e mineral

Fábio Steiner, Márcia de Moraes Echer, Vandeir Francisco Guimarães

Resumo

A alface (Lactuca sativa L.) é uma das poucas hortaliças consumidas exclusivamente in natura, possuindo por isto, alto valor agregado quando produzida com insumos orgânicos. Este estudo teve por objetivo avaliar o efeito da adubação nitrogenada com diferentes fontes nas características produtivas da alface crespa roxa, nas condições de Marechal Cândido Rondon – PR. O delineamento experimental adotado foi de blocos ao acaso em esquema fatorial 3 x 4, com quatro repetições. Os tratamentos resultaram da combinação de três fontes de N (dejeto de suínos, cama de aviário e uréia) e de quatro doses de N (0; 120; 240 e 360 kg ha-1). A colheita foi realizada 38 dias após o transplante das mudas. Os resultados evidenciaram resposta polinomial quadrática para o número de folhas por planta e produção de matéria fresca e seca da parte aérea das plantas de alface. A cultivar ‘Piraroxa’ responde até a dose de 200, 230 e 180 kg ha-1 de N na forma de dejeto de suíno, cama de aviário e uréia, respectivamente. A utilização de dejeto de suíno e de cama de aviário apresentou produtividade equivalente à aplicação de fertilizante mineral.

Palavras-chave

Lactuca sativa L, esterco animal, adubação orgânica, nitrogênio

Texto completo:

PDF