Trichoderma asperellum na produção de mudas contra a fusariose do pepineiro

Luciana Zago Ethur, Elena Blume, Manoeli Lupatini, Marlove Fátima Brião Muniz, Zaida Inês Antoniolli, Leandro H. Lorentz

Resumo

A fusariose no pepineiro é uma doença difícil de ser controlada e o uso de antagonistas fúngicos é uma alternativa para o manejo integrado de doenças. O objetivo dessa pesquisa foi verificar a ação de Trichoderma asperellum no desenvolvimento e na proteção de mudas contra a fusariose do pepineiro. Foram realizados e avaliados testes de germinação, emergência e desenvolvimento de mudas, com sementes tratadas por três isolados e mix (mistura dos três isolados) de T. asperellum. Para avaliar o controle da fusariose do pepineiro foram realizados experimentos utilizando-se do tratamento de sementes com os isolados de T. asperellum e o fungicida Rhodiaurum. Realizou-se outro experimento com transplante de mudas cultivadas em substrato ou sementes tratadas com isolados de T. asperellum. Observou-se que não ocorreram diferenças significativas para germinação e emergência do pepineiro, porém o isolado TA1 de T. asperellum apresentou maior desenvolvimento de parte aérea. Nos experimentos com tratamento de sementes os isolados de T. asperellum e o fungicida apresentaram níveis significativos de controle, porém o isolado TA3 apresentou índice elevado, de 87% de incidência de fusariose, em um dos experimentos. No transplante de mudas, a microbiolização de sementes apresentou redução de 30% na incidência da fusariose comparado com o tratamento de substrato. Conclui-se que isolados de T. asperellum podem ser indicados, principalmente no tratamento de sementes, contra a fusariose do pepineiro e que os isolados de T. asperellum testados não interferem na germinação, emergência e desenvolvimento de mudas do pepineiro.

Palavras-chave

Produção vegetal; agronomia; fitossanidade

Texto completo:

PDF