Avaliação de indicadores de sustentabilidade da olericultura orgânica no oeste do Paraná

Márcia Vargas Toledo, Fábio Alexandre Regelmeier, Marcos Massuo Kashiwaqui, Paulo Ricardo Wendt Barbosa, Affonso Celso Gonçalves Jr., Sidnei Francisco Muller

Resumo

A crescente demanda e a exigência por produtos de melhor qualidade vêm afetando significativamente a forma de produção e comercialização das hortaliças. O avanço nas agriculturas de bases ecológicas tem colaborado na discussão de formas de produção mais sustentáveis, em consonância com o meio ambiente, economicamente viáveis e socialmente justas. Objetivou-se neste trabalho estudar sete sistemas de produção de olerícolas em cultivo orgânico de produção, na região Oeste do Paraná. As propriedades fazem parte do projeto redes de referência do IAPAR, onde se pesquisa pelo enfoque sistêmico através de exemplos concretos e numa parceria entre pesquisa, extensão e agricultor. Indicadores sociais, econômicos e ambientais foram coletados através de entrevistas com as famílias em questão e sistematizados. Os dados mostraram que as famílias possuem boa qualidade de vida, renda bruta alta, porém apresentam limitações quanto à mão de obra. Nos indicadores ambientais, verificam-se pendências com relação à legislação ambiental e limitações no tocante a manutenção da fertilidade do solo.

Palavras-chave

agroecologia; qualidade de vida; renda, horticultura

Texto completo:

PDF