Desempenho agronômico do milho para produção de silagem, cultivado em sucessão a plantas de cobertura

Keoma de Freitas da Silva, Antonio Carlos Torres da Costa, Rafael de Lima Lázaro, João Fernando Domukoski, José Barbosa Duarte Júnior, Paulo Sérgio Rabello de Oliveira

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho agronômico do milho para produção de silagem, cultivado em sucessão a plantas de cobertura. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com quatro repetições e sete tratamentos. Os tratamentos foram: milho cultivado sob a palhada de 1) aveia; 2) aveia + nabo; 3)  aveia + tremoço branco; 4) tremoço branco; 5) crambe; 6) vegetação espontânea (pousio) e 7) vegetação espontânea (pousio) + adubação nitrogenada em cobertura, aplicado no estádio V6 na quantidade de 100 kg ha-1 de N. Foram avaliadas: altura da planta, altura da inserção da espiga, diâmetro do colmo abaixo da inserção da espiga, diâmetro do colmo acima da inserção da espiga, número de folhas abaixo da inserção da espiga, número de folhas acima da inserção da espiga, diâmetro e comprimento das espigas, número de espigas e produtividade de massa verde. As plantas de milho foram colhidas no estádio R5 (formação do dente). Os resultados mostraram que a produção de biomassa do milho cultivado sob a palhada de diferentes plantas de cobertura, não é influenciada de forma significativa, independentemente da espécie utilizada. A aplicação de nitrogênio em cobertura também não influenciou na produção de biomassa para silagem.

Palavras-chave

Zea mays, nitrogênio, reciclagem de nutrientes

Texto completo:

PDF