Produtividade de híbridos de milho em cultivo solteiro e consorciado com pinhão manso

João Alfredo Neto da Silva, Cristiano Márcio Alves de Souza, Cesar José da Silva, Paulo Rogério Beltramin da Fonseca

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho fitotécnico de cultivares de milho-safra em sistema de cultivo solteiro e consorciado com pinhão-manso. O experimento foi realizado, na safra 2009/2010, na Fazenda Paraiso, localizada no Distrito de Itahum, Município de Dourados, estado do Mato Grosso do Sul, em solo classificado como Latossolo Vermelho distrófico. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 3x2, sendo três cultivares de milho e dois sistemas de cultivo (solteiro e consórcio), com quatro repetições. Na interação entre cultivares de milho e sistema de cultivo, a massa seca total e a produtividade, para as três cultivares o sistema de cultivo solteiro apresentou as maiores médias, evidenciando a grande competição pelos fatores de produção oferecida pelo pinhão-manso nesta época do ano. A BRS 1010 destacou-se em produtividade quando comparada às demais cultivares em ambos os sistemas. Em se tratando de produtividade de grãos, não recomenda-se o consórcio de milho com pinhão-manso com mais de três anos de idade e plantado no espaçamento de 3x2 m, no período de primavera/ verão.

Palavras-chave

Jatropha curcas L., sistema de cultivo, sombreamento, Zea mays L.

Texto completo:

PDF