Physiological quality of corn seeds reinoculated with diazotrophic bacteria

Ricardo Felipe Braga Sousa, Vandeir Francisco Guimarães, Artur Soares Pinto Jr., Andréia Cristina Peres Rodrigues Costa, Luiz Claudio Offemann, Felipe Fuchs, Gustavo Ferreira Coelho

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade fisiológica de sementes de milho provenientes do cultivo associado com Azospirillum brasilense e Herbaspirillum seropedicae e reinoculadas com A. brasilense. As sementes utilizadas foram provenientes de cultivo em condições de campo, sendo os tratamentos: T1 - testemunha; T2 - 60 kg hectare-1 de N; T3 – inoculação (Azospirillum brasilense - AbV5); T4 - inoculação (Azospirillum brasilense) + 60 kg hectare-1 de N; T5 - inoculação (Herbaspirillum seropedicae - SmR1) e T6 - inoculação (Herbaspirillum seropedicae) + 60 kg hectare-1 de N. Foram separados dois lotes dos tratamentos, sendo um reinoculado com A. brasilense (AbV5). O delineamento foi inteiramente ao acaso com esquema fatorial (6x2), sendo seis tratamentos; com inoculação e reinoculadas. As sementes reinoculadas apresentaram maiores comprimentos, volumes e matéria seca de raízes e parte aérea, concluindo que a reinoculação com sementes promove um incremento no desenvolvimento inicial das plântulas.

Palavras-chave

Azospirillum brasilense, Herbaspirillum seropedicae, seeds physiology, reinoculation, Zea mays

Texto completo:

PDF