Características nutricionais de genótipos de milheto no período da safra

Benara Carla Barros Frota, Daniel Ananias de Assis Pires, Poliana Batista de Aguilar, José Avelino Avelino Santos Rodrigues, Vicente Ribeiro Rocha Júnior, Sidney Tavares dos Reis

Resumo

Objetivou-se com este experimento avaliar as características nutricionais de grupos de genótipos de milheto no período de safra. A semeadura foi realizada em blocos casualizados, com cinco repetições, totalizando 25 parcelas experimentais. Para a análise nutricional da planta foram determinados os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), celulose (CEL), hemicelulose (HCEL), lignina (LGN), matéria mineral (MM), extrato etéreo (EE), nitrogênio indisponível em detergente neutro (NIDN), nitrogênio indisponível em detergente ácido (NIDA), carboidratos não fibrosos (CNF) e carboidratos totais (CHT). O maior teor de MS foi para o grupo de genótipos CMS 01 (18,22%) e CMS 03 (18,02%) e o menor foi do grupo de genótipo Sauna B (11,92%). Quanto aos valores de FDA a menor porcentagem foi verificada no grupo de genótipo Sauna B. Para NIDA o grupo BRS 1501 obteve o menor valor (0,80%). Os grupos de genótipos que apresentaram maior teor de LGN foram CMS 03 e BRS 1501, sendo que a média foi de 3,52%. Não houve diferença estatística (p>0,05) para as demais variáveis: PB, FDN, NIDN, EE, HCEL, CEL, CNF e CHT. Quanto às características nutricionais o grupo de genótipo CMS 01 se destaca em relação aos demais, por apresentar uma boa opção de alimento alternativo.

Palavras-chave

composição bromatológica; Pennisetum glaucum; valor nutricional

Texto completo:

PDF