NOVOS PROJETOS, VELHAS PRÁTICAS: OS IMPASSES ENTRE AGRICULTURA CAMPONESA E AGRONEGÓCIO DO DENDÊ EM TERRAS AMAZÔNICAS

Catia Oliveira Macedo, Rafael Benevides Sousa

Resumo


Desvendar os impactos ocorridos no território camponês decorrentes da expansão da produção do dendê no Nordeste paraense é o que procuramos neste artigo. Entre os anos de 2011 e 2013, percorremos seis comunidades rurais nos Munícipios de Bujaru e Concórdia do Pará. Para a coleta de dados analisamos relatórios e documentos institucionais (INCRA, EMBRAPA). Porém, a etapa primordial da pesquisa foi a realização dos trabalhos de campo, quando pudemos nos aproximar e vivenciar o cotidiano dos sujeitos da pesquisa.  Nossos dados nos induzem a pensar que se o capital tem pressionado os camponeses para garantir a sujeição da renda da terra ao capital, os camponeses, por sua vez têm reagido e lutado para permanecerem vivendo da terra e construindo sua autonomia. 

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Tempos Históricos

 

e-ISSN 1517-4689 

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon

Programa de Pós-Graduação em História

Rua Pernambuco, 1777- Caixa Postal 91

Marechal Cândido Rondon – Paraná- Brasil

CEP: 85960-000

| e-mail principal: revista.thistoricos@unioeste.br — e-mail secundário: thistoricos@yahoo.com.br |