Determinantes de participação política e sustentabilidade ambiental em assentamentos rurais do Distrito Federal e entorno

Autores

  • Luciano Pereira da Silva
  • Manoel Pereira de Andrade
  • Luiz Honorato da Silva Junior

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v19i1.11353

Palavras-chave:

Assentamentos, Sustentabilidade Ambiental, Participação Política.

Resumo


O objetivo desse artigo foi encontrar as variáveis que determinam o comportamento ambiental e político de assentados de reforma agrária presentes assentamentos rurais do Distrito Federal e do seu Entorno. Para isso, a mensuração dos comportamentos político e ambiental dos assentados, inferiu-se, por meio do cálculo do Índice de Sustentabilidade Ambiental – ISA e Índice de Participação Política – IPP, e para encontrar os determinantes foram utilizados modelos econométricos de regressão linear múltipla, estimados por mínimos quadrados ordinários. Em suma, verificaram-se significantes correlações entre um ótimo comportamento ambiental e o nível de politização dos assentados. Esses comportamentos foram melhor determinados quando se promoveu a interação entre variáveis, tentando maximizar características potenciais dos assentados. Conclui-se, então, que as políticas e ações direcionadas para o desenvolvimento local desses agentes devem estar atreladas a um desenvolvimento rural integrado e potencializado através de projetos pautados na Sustentabilidade Ambiental e na Participação Política efetiva dos assentados.

Downloads

Publicado

05-09-2015

Como Citar

DA SILVA, L. P.; DE ANDRADE, M. P.; DA SILVA JUNIOR, L. H. Determinantes de participação política e sustentabilidade ambiental em assentamentos rurais do Distrito Federal e entorno. Informe GEPEC, [S. l.], v. 19, n. 1, p. 97–112, 2015. DOI: 10.48075/igepec.v19i1.11353. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/11353. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos