Valoração ambiental da praia da Coroinha em Itacaré/BA

Autores

  • Thais Carolina Santos Frossard
  • Helga Dulce Bispo Passos
  • Marcelo dos Santos da Silva
  • Cláudia Santos Costa dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v19i2.12656

Palavras-chave:

Valoração ambiental contingente, Logit, Economia ambiental, Bahia

Resumo


O objetivo do estudo é estimar a importância da praia da Coroinha em Itacaré, Bahia, por meio de valores monetários, identificados na disposição a pagar (DAP) manifestada pelos munícipes. Utilizou-se o método de valoração ambiental contingente (MVC) para captar a disposição a pagar dos itacaraeenses, aplicando-se entrevistas estruturadas. Os resultados mostram que aproximadamente 71% da população entrevistada dispõem-se a contribuir para a revitalização da praia, propensão relacionada positivamente com outras variáveis, como renda, número de indivíduos da unidade familiar, entre outras, estimadas com auxílio do modelo logit. A DAP média encontrada foi R$ 1.413.211,86 ao ano, correspondendo ao valor econômico total da praia da Coroinha atribuído pela população, indicando as preferências desses indivíduos pela melhoria da qualidade ambiental e a importância da conservação do recurso natural.

Downloads

Publicado

20-11-2015

Como Citar

FROSSARD, T. C. S.; BISPO PASSOS, H. D.; DA SILVA, M. dos S.; DOS SANTOS, C. S. C. Valoração ambiental da praia da Coroinha em Itacaré/BA. Informe GEPEC, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 109–125, 2015. DOI: 10.48075/igepec.v19i2.12656. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/12656. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos