AVALIAÇÃO ECONÔMICA DOS DANOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELA IMPLANTAÇÃO DA USINA HIDRELÉTRICA LUIS EDUARDO MAGALHÃES: UMA APLICAÇÃO DO MÉTODO DE VALORAÇÃO CONTINGENTE

Autores

  • Waldecy Rodrigues
  • Jorge Madeira Nogueira
  • Eneida Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v13i1.1272

Palavras-chave:

Danos de Hidroelétricas, Valoração Contingente, Disposição a Receber

Resumo


O objetivo principal do artigo foi estimar o valor monetário dos danos causados ao município de Porto Nacional – TO advindos da implantação da Usina Hidroelétrica Luis Eduardo Magalhães. Para tanto, foi aplicado o Método de Valoração Contingente, adotando-se a forma de eliciação do tipo “jogos de leilão”. O procedimento metodológico foi o da coleta, elaboração e análise de dados. Foi constituída uma amostra aleatória de indivíduos que revelaram suas Disposições a Receber (DAR) um valor que compensasse as perdas em seu bem-estar em razão do processo de alagamento. Com o método obteve-se uma DAR média de R$ 29,25, incorrendo em um valor de R$ 16,2 milhões, o que representa uma estimativa do valor anual dos danos gerados no bem-estar da população local. O valor encontrado serve de sinalizador para a adoção de políticas públicas, e também serve de base para discutir a eficácia do método de cálculo e distribuição das Compensações Financeiras pelo Uso dos Recursos Hídricos.

Downloads

Publicado

17-06-2009

Como Citar

RODRIGUES, W.; NOGUEIRA, J. M.; CARVALHO, E. AVALIAÇÃO ECONÔMICA DOS DANOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELA IMPLANTAÇÃO DA USINA HIDRELÉTRICA LUIS EDUARDO MAGALHÃES: UMA APLICAÇÃO DO MÉTODO DE VALORAÇÃO CONTINGENTE. Informe GEPEC, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 52–63, 2009. DOI: 10.48075/igepec.v13i1.1272. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/1272. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos