Redes sociais no processo de gestão coletiva: o caso dos PA's do PNCF no município de Unaí/MG

Autores

  • Raquel Aparecida Alves
  • Maria Júlia Pantoja
  • Sérgio Ricardo Franco Vieira

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v19i2.13209

Palavras-chave:

Redes sociais. Ação coletiva. Assentados.

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar a influência das redes sociais em três projetos de assentamento de reforma agrária do Programa Nacional do Crédito Fundiário em Unaí/MG no processo de gestão coletiva. A pesquisa integrou as abordagens quantitativa e descritiva e como instrumento para coleta de dados utilizou-se questionários aplicados aos titulares dos lotes a fim de mapear, analisar e comparar as redes de influência, informação e cooperação/ajuda mútua. Dentre os principais resultados, verificou-se que as redes de cooperação/ajuda mútua se revelaram como as mais coesas, as redes de informação se apresentaram como as mais fragmentadas e as redes de influência apareceram em uma posição intermediária.  Ao se comparar as redes sociais mapeadas não se constatou muitas discrepâncias entre elas permitindo concluir que as redes sociais parecem influenciar, em certa medida, os processos de ação coletiva uma vez que são criadas oportunidades relacionais entre seus atores. 

Downloads

Publicado

28-02-2016

Como Citar

ALVES, R. A.; PANTOJA, M. J.; VIEIRA, S. R. F. Redes sociais no processo de gestão coletiva: o caso dos PA’s do PNCF no município de Unaí/MG. Informe GEPEC, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 147–164, 2016. DOI: 10.48075/igepec.v19i2.13209. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/13209. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos