Determinantes do Comportamento Econômico dos Idosos a partir de um Modelo Logit Multinomial

Autores

  • Régio Marcio Toesca Gimenes
  • Fátima Maria Pegorini Gimenes
  • Helder Henrique Martins

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v20i1.13344

Palavras-chave:

Idosos, comportamento econômico, logit multinomial, variáveis sociodemográficas, arranjo familiar

Resumo


O objetivo do presente trabalho é analisar o comportamento econômico dos idosos que residem nos municípios que integram a região da AMUSEP – Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense. Para tal, estimou-se um modelo logit multinomial apresentando-se como variável resposta as seguintes categorias: aposentados puros; trabalhadores puros; aposentados trabalhadores; idosos com outras fontes de renda e idosos sem renda. O modelo binário logístico tem sido frequentemente utilizado para estimar variáveis que explicam a participação dos idosos no mercado de trabalho quando existem problemas envolvendo escolhas com três ou mais categorias. Os dados utilizados nesta pesquisa foram provenientes do Censo Demográfico de 2010 e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os resultados econométricos do modelo logit multinomial confirmaram a influência das variáveis sóciodemográficas e econômicas nas atividades dos idosos. Espera-se que os resultados desta pesquisa possam subsidiar a reavaliação das políticas públicas voltadas para os idosos, haja vista, os formuladores das ditas políticas nem sempre considerarem, quando as formulam, as diferenças observadas no comportamento econômico dos idosos. É notória e evidente a mudança na estrutura etária brasileira e os seus prováveis impactos no surgimento de novas demandas da sociedade civil, pela maior participação relativa dos idosos na população e consequentemente pelo aumento de suas demandas. Desta forma, é necessário analisar as variações existentes nessas demandas, pois elas poderão apresentar expressivas variações culturais, sociais e regionais. Cabe, pois, aos dirigentes e gestores públicos considerarem estas informações na formulação e implementação das políticas públicas para acomodarem as demandas dos idosos.

Downloads

Publicado

11-05-2016

Como Citar

GIMENES, R. M. T.; GIMENES, F. M. P.; MARTINS, H. H. Determinantes do Comportamento Econômico dos Idosos a partir de um Modelo Logit Multinomial. Informe GEPEC, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 26–44, 2016. DOI: 10.48075/igepec.v20i1.13344. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/13344. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos