AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE TECNOLOGIAS DE AGRICULTURA DE BAIXO CARBONO EM REGIÕES DE CERRADO

Autores

  • Waldecy Rodrigues
  • Juliana Aguiar Melo

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v21i1.15871

Palavras-chave:

Eficiência econômica, agricultura de baixo carbono, análise custo benefício ambiental

Resumo


No atual cenário de aquecimento global, a expansão para novas áreas tem pressionado o aumento do desmatamento tendo como conseqüência o aumento na emissão de gases de efeito estufa. Neste contexto sobre aquecimento global, o Brasil se propõe a estimular e implantar, uma agricultura de baixa emissão de carbono. A mudança só ocorre se a tecnologia a ser adotada trouxer maiores ganhos ao produtor. Assim, mostrou-se nesta pesquisa que, principalmente para os produtores pesquisados, os sistemas integrados (lavoura-pecuária-floresta) são eficientes economicamente e geram maiores retornos se comparados aos sistemas especializados, exceção para cultura da soja. Assim é provável que em médio prazo ocorra uma mudança de comportamento dos produtores na adoção destas tecnologias de agricultura de baixo carbono.

Downloads

Publicado

31-07-2017

Como Citar

RODRIGUES, W.; MELO, J. A. AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE TECNOLOGIAS DE AGRICULTURA DE BAIXO CARBONO EM REGIÕES DE CERRADO. Informe GEPEC, [S. l.], v. 21, n. 1, p. p. 82–100, 2017. DOI: 10.48075/igepec.v21i1.15871. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/15871. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos