ORGANIZAÇÃO SOCIAL EM COMUNIDADES RURAIS ATINGIDAS PELA MINERAÇÃO: (DES) ARTICULAÇÃO NO ACESSO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS

Autores

  • Samanta Borges Pereira Universidade Federal de Lavras https://orcid.org/0000-0002-6803-1415
  • Carlos Alberto Máximo Pimenta Universidade Federal de Itajubá
  • Tayrine Parreira Brito Universidade Federal de Itajubá
  • Viviane Guimarães Pereira
  • Gabriela Belleze

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v22i2.21461

Palavras-chave:

Desenvolvimento rural, Organização social, Região atingida pela mineração, Agricultura Familiar

Resumo


Este artigo tem por objetivo compreender a atuação das organizações sociais presentes em região atingida pela mineração em Minas Gerais e o seu papel no fortalecimento dos agricultores e acesso às políticas públicas. A metodologia envolveu coleta de dados secundários do Censo Agropecuário 2006 e pesquisa de campo em duas frentes: os agentes de desenvolvimento locais e as famílias agricultoras. As análises foram feitas a partir da atuação histórica das organizações sociais – STR, CMDR e Associações – e a realidade encontrada nos três municípios. Os resultados apontaram para a limitação do papel do sindicato no acesso aos benefícios sociais, inexistência de participação nos conselhos e associações frágeis e personalizadas na figura do presidente.

Downloads

Publicado

28-01-2019

Como Citar

PEREIRA, S. B.; PIMENTA, C. A. M.; BRITO, T. P.; PEREIRA, V. G.; BELLEZE, G. ORGANIZAÇÃO SOCIAL EM COMUNIDADES RURAIS ATINGIDAS PELA MINERAÇÃO: (DES) ARTICULAÇÃO NO ACESSO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS. Informe GEPEC, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 194–214, 2019. DOI: 10.48075/igepec.v22i2.21461. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/21461. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos