A INTELIGÊNCIA DOS TERRITÓRIOS: OS TERROIRS COMO ESPAÇOS DE INOVAÇÃO COLABORATIVA

Autores

  • António Manuel Alhinho Covas
  • Maria das Mercês Cabrita de Mendonça Covas

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v23i0.22799

Palavras-chave:

Inteligência Territorial, Signos Distintivos Territoriais, Territórios-Rede, Terroir, Smartificação do Território, Inovação Colaborativa.

Resumo


Na sociedade do conhecimento a interação entre tecnologia e território é um assunto de elevada prioridade. A grande questão reside em saber até que ponto um território é não apenas um “objeto de conhecimento”, mas, também, um “objeto desejado”, isto é, um território com dupla inteligência, racional e emocional. Estas duas inteligências necessitam de estar reunidas se quisermos ter um território-rede verdadeiramente inovador e criativo. Neste aspeto, os terroirs são um excelente campo de ensaio para a investigação-ação em inovação colaborativa.


Biografia do Autor

António Manuel Alhinho Covas

Curso de Ciência Econômicas e Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional

Downloads

Publicado

05-07-2019

Como Citar

COVAS, A. M. A.; COVAS, M. das M. C. de M. A INTELIGÊNCIA DOS TERRITÓRIOS: OS TERROIRS COMO ESPAÇOS DE INOVAÇÃO COLABORATIVA. Informe GEPEC, [S. l.], v. 23, p. 40–54, 2019. DOI: 10.48075/igepec.v23i0.22799. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/22799. Acesso em: 28 maio. 2022.