DETERMINANTES E DINÂMICA DA CORRESIDÊNCIA NO BRASIL NO PERÍODO DE 1991-2010 Determinants and dynamics of corresidence in Brazil in the period 1991-2010

Autores

  • Adriano Firmino Valdevino Araújo Universidade Federal da Paraíba Departamento de Economia
  • José Luis da Silva Netto Júnior Universidade Federal da Paraíba Departamento de Economia
  • Liedje Bettizaide Oliveira de Siqueira Universidade Federal da Paraíba Departamento de Economia

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v25i1.24972

Palavras-chave:

corresidência, capital humano, urbanização

Resumo


O presente estudo tem como objetivo identificar os determinantes no tempo de corresidência de filhos adultos no Brasil, bem como analisar de se o tempo de corresidência se alterou no período de 1991 e 2010, tendo como base os microdados dos censos demográficos do IBGE. Os resultados sugerem que o tempo de corresidência aumentou no período de tempo estudado. As principais variáveis que afetam o tempo de corresidência estão associados dois componentes básicos: um associado ao local de residência e outro aos atributos familiares. Em relação ao primeiro, verifica-se um tempo maior de corresidência em áreas urbanas e nas regiões mais desenvolvidas. No tocante ao último ponto, indivíduos com pais com maior de escolaridade tendem corresidir por mais tempo com os pais.

Biografia do Autor

Adriano Firmino Valdevino Araújo, Universidade Federal da Paraíba Departamento de Economia

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal da Paraíba (2000), mestrado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (2002) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (2007). Professor associado do Departamento de Economia da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Ambiental, em especial métodos de valoração econômica, Economia do Crime e Métodos Quantitativos.

José Luis da Silva Netto Júnior, Universidade Federal da Paraíba Departamento de Economia

Possui graduação e mestrado em Economia pela Universidade Federal da Paraíba (2000) e (2003). É Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008). Atualmente é professor associado da Universidade Federal da Paraíba, atuando principalmente nos seguintes temas: economia regional, crescimento econômico e desigualdade de renda, migrações, mobilidade de renda e mobilidade educacional.

Liedje Bettizaide Oliveira de Siqueira, Universidade Federal da Paraíba Departamento de Economia

Possui graduação em Economia pela Universidade Federal da Paraíba (1999), mestrado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (2002) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (2006). Atualmente é professora associada do Departamento de Economia da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: migração de retono, migração, economia da educação e avaliação de políticas públicas.

Referências

ABDI, H. The Bonferonni and Šidák Corrections for Multiple Comparisons. In: SALKIND, N. J. (UNIVERSITY OF K. (Ed.). . Encyclopedia of Measurement and Statistics. 1. ed. Thousand Oaks, California: SAGE Publications, 2007.

ANGELINI, V.; LAFERRÈRE, A. Parental altruism and nest leaving in Europe: Evidence from a retrospective survey. Review of Economics of the Household, v. 11, n. 3, p. 393–420, 2013.

BIRCHENALL, J. A. Income distribution, human capital and economic growth in Colombia. Journal of Development Economics, 2001.

COBB-CLARK, D.; CROSSLEY, T. F. Revisiting the family investment hypothesis. Labour Economics, v. 11, n. 3, p. 373–393, jun. 2004.

COBB-CLARK, D. A.; GØRGENS, T. Parents’ economic support of young-adult children: do socioeconomic circumstances matter? Journal of Population Economics, v. 27, n. 2, p. 447–471, 24 abr. 2014.

EDWARDS, D.; BERRY, J. J. The Efficiency of Simulation-Based Multiple Comparisons. Biometrics, 1987.

ERMISCH, J. How Do Parents Affect the Life Chances of Their Children as Adults?: An Idiosyncratic Review. [s.l: s.n.]. Disponível em: <http://socserv2.mcmaster.ca/sedap>.

GALOR, O.; TSIDDON, D. Technological Progress, Mobility, and Economic Growth. American Economic Review, 1997.

GALOR, O.; ZEIRA, J. Income Distribution and Macroeconomics. The Review of Economic Studies, 1993.

GIANNELLI, G. C.; MONFARDINI, C. Joint Decisions on Household Membership and Human Capital Accumulation of Youths-The role of expected earnings and local markets: IZA Discussion Papers 191, Institute of Labor Economics (IZA), 2000a.

GIANNELLI, G. C.; MONFARDINI, C. A nest or a golden cage? {Family} co-residence and human capital investment decisions of young adults. International Journal of Manpower, v. 21, n. 3–4, p. 227–245, 2000b.

GIANNELLI, G. C.; MONFARDINI, C. Young people living with their parents: The gender impact of co-residence on labour supply and unpaid work. In: Unpaid Work and the Economy: A Gender Analysis of the Standards of Living. 2003.

GREENE, W. W. H. . Econometric analysis 7th Ed.2012.

IACOVOU, M. Young people in Europe: Two models of household formation. University of Essex, n. September, p. 1–35, 1998.

IBGE. Censo Demográfico de 1991. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Rio de Janeiro, 1992.

IBGE. Censo Demográfico de 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Rio de Janeiro, 2011.

IPEA. Dados Macroeconômicos. Disponível em: <http://www.ipeadata.gov.br>. Acesso em: 5 ago. 2019.

LAFERRERE, A. Leaving the nest: the interaction of parental income and environment. Paris: Institut National de la Statistique et des Etudes …, n. January, p. 1–44, 2004.

RAMALHO, H. M. DE B.; NETTO JUNIOR, J. L. S. Dinâmica Intergeracional de Educação e Corresidência entre Pais e Filhos Adultos no Brasil. Análise Econômica, v. 36, n. 69, p. 231–266, 2018.

SÁ, C. et al. Higher education (related) choices in Portugal: Joint decisions on institution type and leaving home. Studies in Higher Education, v. 36, p. 689–703, 2011.

SCHMIDT, P.; MADDALA, G. S. Limited-Dependent and Qualitative Variables in Econometrics. Journal of the American Statistical Association, 1984.

Downloads

Publicado

07-01-2021

Como Citar

ARAÚJO, A. F. V.; SILVA NETTO JÚNIOR, J. L. da; SIQUEIRA, L. B. O. de. DETERMINANTES E DINÂMICA DA CORRESIDÊNCIA NO BRASIL NO PERÍODO DE 1991-2010 Determinants and dynamics of corresidence in Brazil in the period 1991-2010. Informe GEPEC, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 81–99, 2021. DOI: 10.48075/igepec.v25i1.24972. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/24972. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos