CONCENTRAÇÃO DE RENDA NAS ÁREAS RURAIS DO BRASIL DE 2004 A 2015 Income concentration in brazilian rural areas: 2004 - 2015

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v25i0.26405

Palavras-chave:

Distribuição de Renda, Área Rural, Desenvolvimento Econômico, Índice de Gini

Resumo


Este artigo tem como objetivo principal avaliar o comportamento da distribuição da renda domiciliar per capita (RDPC) das áreas rurais brasileiras, identificadas pelo IBGE como setores censitários rurais, no período de 2004 a 2015. Como objetivos complementares, buscou-se: determinar as causas imediatas de eventuais diferenças da distribuição da RDPC das áreas rurais com base no grau de progressividade das parcelas da RDPC; analisar o efeito-composição e o efeito-concentração da variação do índice de Gini das parcelas da RDPC. Para atingir esses objetivos utilizou-se, como metodologia, o cálculo do índice de Gini e sua decomposição considerando parcelas da RDPC. Como base de dados, foram utilizados os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) para o período analisado. Como resultados, o índice de Gini da RDPC das áreas rurais apresentou comportamento parecido ao das áreas urbanas, porém com índice de desigualdade menor para todo período. As parcelas da RDPC formadas pelas aposentadorias e pensões oficiais de até 1 salário mínimo e as transferências governamentais,  tiveram o maior grau de progressividade positivo, sendo responsáveis, em conjunto, por 78,9% da mudança do índice de Gini de 2004 a 2015.

Biografia do Autor

Flavio Braga de Almeida Gabriel, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor e Mestre em Economia. Professor Adjunto da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, professor permanente do mestrado em Economia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Tem experiência na área de Economia do Bem-Estar Social, atuando principalmente nos seguintes temas: Distribuição de Renda e Sistema Previdenciário.

João Felipe Ferreira da Luz, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Bacharel em Economia e mestrando em Economia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Carlos Augusto Lira Vaz da Costa, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco - Centro Acadêmico do Agreste e Mestre em Economia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Campus de Toledo.

Márcio Luiz Ribeiro, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Cascavel e mestrado em Economia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Toledo. Atualmente é doutorando em Economia Aplicada pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo.

Referências

BONELLI, R., SEDLACEK, G. L. Distribuição de renda: evolução no último quarto de século. In: SEDLACEK, G. L., BARROS, R. Mercado de trabalho e distribuição de renda: uma coletânea. Rio de Janeiro: IPEA, 1989. cap. 7, p. 215-235.

CACCIAMALI, M. C. Distribuição de renda no Brasil: persistência do elevado grau de desigualdade. In: PINHO, D.; VASCONCELLOS, M. A. S. Manual de Economia, São Paulo: Saraiva, 2002. cap.12, p. 406-422.

COWELL, F. Measuring inequality. 2.ed. London: Prentice Hall, 1995. 194 p.

DELGADO, G. C.; CARDOSO JR, J. C. C. O Idoso e a Previdência Rural no Brasil: a experiência recente da universalização. (Texto para Discussão n0 688 - IPEA). Rio de Janeiro, dezembro de 1999.

DUARTE, J. C. Aspectos da distribuição da renda no Brasil em 1970. 1971. 85 p. Dissertação (Mestrado em Economia) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1971.

ERCELAWN, A. Income inequality in rural Pakistan: a study of sample villages. Pakistan Journal of Applied Economics, Karachi, v. 3, p. 1-28, 1984.

FERREIRA, C. R. Participação das aposentadorias e pensões na desigualdade da distribuição de renda do Brasil no período de 1981 a 2001. 2003. 136 p. Tese (Doutorado em Economia Aplicada) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003.

FERREIRA, F. H. G., LITCHFIELD, J. A. Growing apart: inequality and poverty trends in Brazil in the 1980s. London: LSE STICERD DARP, 1996. 44 p. (Discussion Paper, 23).

FISHLOW, A. Brazilian size distribution of income. American Economic Review, Pittsburgh,v. 62, n. 2, p. 391-402, 1972.

HELFAND, M. S.; ROCHA, R., VINHAS, H. E. F.; FISHLOW, A. Pobreza e Desigualdade de Renda no Brasil Rural: Uma Análise da Queda Recente. Pesquisa e Planejamento Econômico, São Paulo, v. 39, n. 1, p. 59-80, 2009.

HOFFMANN, R. Contribuição à análise de distribuição da renda e da posse da terra no Brasil. 1971. 140 p. Tese (Livre-Docência) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1971.

__________. Considerações sobre a evolução recente da distribuição de renda no Brasil. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v.13, n.4, p. 7-17, 1973.

__________. Distribuição de Renda: medidas de desigualdade e pobreza. São Paulo: EdUSP, 1998. 280 p.

__________. A distribuição da renda no Brasil no período de 1992-2001. Economia e Sociedade, Campinas, v. 11, n. 2, p. 213-235, jul./dez, 2002.

__________. Transferência de renda e a redução da desigualdade no Brasil e cinco regiões entre 1997 e 2004. Econômica, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1. p. 55-81, Jun. 2006.

__________. Desigualdade de Renda no Brasil em 2005 e sua Decomposição, p. 158-181 In: MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Analise da pesquisa Nacional por amostra de domicílios: 2005. Brasília: MTE/CGEE, 2007. cap. 5, p. 158-182.

__________. Desigualdade da distribuição de renda no Brasil: a contribuição de aposentadorias e pensões e de outras parcelas do rendimento domiciliar per capita. Economia e Sociedade, Campinas, v. 18, n. 1, p. 213-231, abr. 2009.

__________. Distribuição da renda agrícola e sua contribuição para a desigualdade de renda no Brasil. Revista de Política Agrícola, São Paulo, n. 2, p. 05-22, Abr./Maio/Jun. 2011.

__________. How to measure the progressivity of an income component. Applied Economic Letters, v. 20, n. 4, p. 328-331, 2013.

__________. A Desigualdade Relevante não caiu de 2014 A 2015. Texto para Discussão n0 37 - IEPE/CASA das GARÇAS). Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: <http://iepecdg.com.br/wp-content/uploads/2016/12/RH2015D.pdf>

__________. Desigualdade da Distribuição da Renda no Brasil: o que mudou em 2015? Texto para Discussão n0 38 - IEPE/CASA das GARÇAS). Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: <http://iepecdg.com.br/wp-content/uploads/2017/01/RDPC11E-1.pdf>

HOFFMANN, R. & KAGEYAMA, A distribuição de renda no Brasil, entre famílias entre pessoas, em 1970 e 1980. Revista Estudos Econômicos, São Paulo, v.16, n.1, p. 25-51, 1986.

HOFFMANN, R.; DUARTE, J. C. A distribuição da renda no Brasil. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 46-66, 1972.

HOFFMANN, R.; NEY, M. G. A recente queda da desigualdade de renda no Brasil: análise de dados da PNAD, do Censo Demográfico e das Contas Nacionais. Econômica. Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 7-39, jun. 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Rio de Janeiro, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA - IPEA. Sobre a Recente Queda da Desigualdade de Renda no Brasil: nota técnica. Brasília: IPEA, 2006. 60 p.

__________. PNAD 2009 – Primeiras Análises: distribuição de Renda entre 1995 e 2009. Brasília: IPEA, 2010. 22 p. (Comunicado IPEA, 63).

KINGSTON, J. A desigualdade na distribuição das rendas. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 7-89, mar, 1952.

LANGONI, C. Distribuição de renda e desenvolvimento econômico no Brasil. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1973. 280 p.

LERMAN, R. I.; YITZHAKI, S. Income inequality effects by income source: a new approach and applications to the United States. The Review of Economics and Statistics, Cambridge, v. 67, n. 1, p. 151-155, fev. 1985.

__________. Changing ranks and the inequality impacts of taxes and transfers. National Tax Journal, Washington, v. 48, n. 1, p. 45-59, mar. 1995.

MAIA, A. G. A contribuição das fontes de rendimento na dinâmica da distribuição espacial de renda no Brasil. Nova Economia, Belo Horizonte, v. 20 n. 3 p. 461-490, set./dez. 2010.

MARIANO, J. L.; LIMA, R. A desigualdade de renda rural no nordeste: análise da desagregação do coeficiente de Gini e da sensibilidade do índice de bem-estar de Sem. Análise Econômica, Porto Alegre, v. 16, n. 29, p. 103-118, mar. 1998.

NEDER, H. D. Os efeitos das atividades não-agrícolas na distribuição de renda no meio rural. In CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 39., Recife. Anais... Brasília: SOBER, 2001. 19 p. 1 CD-ROM.

NEDER, H. D.; SILVA, L. M.; Pobreza e Distribuição de Renda em Áreas Rurais: uma Abordagem de Inferência. RER, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, p. 469-486, jul/set. 2004.

NERI, M. Desigualdade, estabilidade e bem-estar social. Rio de Janeiro: Ensaios Econômicos-FGV, 2000, 22 p. (working paper, 637).

NEY, M. G.; HOFFMANN, R.; A contribuição das Atividades Agrícolas e não-Agrícolas para a desigualdade de renda no brasil rural. Economia Aplicada. São Paulo, v. 12, n. 3, p.365-393, set. 2008.

PYATT, G.; CHEN, C.; FEI, J. The distribution of income by factor components. The Quartely Journal of Economics, Cambridge, v. 95, n. 3, p. 451-473, nov. 1980.

RAMOS, L. R. A. A distribuição de rendimentos no Brasil: 1976/85. Rio de Janeiro: IPEA, 1993. 135 p.

ROCHA, S. O Programa Bolsa Família: Evolução e efeitos sobre a pobreza. Revista Economia e Sociedade, Campinas, v. 20, n. 1, p. 113-139, abr. 2011.

__________. O declínio sustentado da desigualdade de renda no Brasil (1997-2009). Revista EconomiA, Brasília, v. 13, n. 3a, p. 629-645, set/dez 2012.

SEN, A. K.; FOSTER, J. E. On Economic Inequality. Oxford: Clarendon Press, 1997. 488 p.

SOARES. S. S. Análise de bem-estar e decomposição por fatores da queda na desigualdade entre 1995 e 2004. Econômica, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1. p. 83-115, jun. 2006.

SOUZA, A. P. Políticas de Distribuição de Renda no Brasil e o Bolsa Família. In: BACHA, E. L.; SCHWARTZMAN, S. (Orgs.). Brasil: a nova agenda social. Rio de Janeiro: LTC, 2011, cap. 5, p.166-186.

SIMONSEN, M. H. Brasil 2002. Rio de Janeiro: APEC-Bloch, 1972. 180 p.

Downloads

Publicado

18-01-2021

Como Citar

DE ALMEIDA GABRIEL, F. B.; FERREIRA DA LUZ, J. F.; LIRA VAZ DA COSTA, C. A.; RIBEIRO, M. L. CONCENTRAÇÃO DE RENDA NAS ÁREAS RURAIS DO BRASIL DE 2004 A 2015 Income concentration in brazilian rural areas: 2004 - 2015. Informe GEPEC, [S. l.], v. 25, p. 153–178, 2021. DOI: 10.48075/igepec.v25i0.26405. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/26405. Acesso em: 8 ago. 2022.