Contratos no agronegócio: o caso de Cascavel-Paraná

Autores

  • Sérgio Luiz Kuhn
  • Weimar Freire da Rocha Jr
  • Jefferson Andronio Ramundo Staduto

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v10i2.402

Palavras-chave:

Contratos, commodities, transações

Resumo


Esse artigo visa a analisar os contratos firmados entre as operações realizadas por empresas do agronegócio no município de Cascavel, Paraná, e seus clientes, produtores rurais e pessoas jurídicas, em suas diversas modalidades. O estudo envolveu a caracterização das empresas atuantes no segmento e as diversas modalidades de contratos firmados: a sua duração, as garantias, os fatores determinantes e comprometedores, os motivos de renegociação dos contratos, dentre outros. Procurou-se mostrar as práticas do mercado, apontar os resultados, fundamentando-se em padrões de concorrência e compromissos assumidos, com salvaguardas contratuais. Os resultados apontam que produtores e empresas não estão preparados para atuarem no mercado a termo e futuro, pois, face à elevação e ou à queda acentuada dos preços, ocorre a quebra de contratos e os conseqüentes reflexos nos volumes de transações no mercado. Percebeu-se também o crescente e diversificado nível de exigências das garantias, buscando liquidez, certeza e exigibilidade nas operações contratadas.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

KUHN, S. L.; DA ROCHA JR, W. F.; STADUTO, J. A. R. Contratos no agronegócio: o caso de Cascavel-Paraná. Informe GEPEC, [S. l.], v. 10, n. 2, 2000. DOI: 10.48075/igepec.v10i2.402. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/402. Acesso em: 22 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos