O método estrutural-diferencial: aplicação da adaptação de Herzog e Olsen para a microrregião de Maringá frente à economia paranaense 1994/2008

Autores

  • Carlos Alberto Gonçalves Junior
  • Rinaldo Aparecido Galete

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v14i2.4988

Palavras-chave:

Método Estrutural-diferencial, Economia regional, Desenvolvimento Econômico.

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar a microrregião de Maringá a partir do método estrutural-diferencial frente ao estado do Paraná. A microrregião apresentou dinamismo principalmente nos setores de confecção de artigos do vestuário e acessórios e produção de alimentos e bebidas, porém não apresentou esse dinamismo em setores estratégicos como fabricação de equipamentos de informática, materiais eletrônicos e veículos automotores. Nesse contexto torna-se necessária uma atenção especial para esta constatação no sentido de direcionamento das políticas públicas no intuito de estimular esse dinamismo.

Downloads

Publicado

16-03-2011

Como Citar

GONÇALVES JUNIOR, C. A.; GALETE, R. A. O método estrutural-diferencial: aplicação da adaptação de Herzog e Olsen para a microrregião de Maringá frente à economia paranaense 1994/2008. Informe GEPEC, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 149–165, 2011. DOI: 10.48075/igepec.v14i2.4988. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/4988. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos