Eventos históricos e os impactos antroponímicos: a influência da Era da hortelã na antroponímia de Palotina – PR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/odal.v0i0.25970

Palavras-chave:

Onomástica, Antroponomástica Histórica, Era da Hortelã

Resumo


A antroponímia pode revelar importantes dados sobre a história de um local e ser influenciada por momentos históricos. No munícipio de Palotina, região oeste do Paraná, houve, na década de 1970, um movimento migratório, nomeado Era da Hortelã, o qual contribuiu significativamente para a consolidação da antroponímia local. Até então, a região era colonizada por sulistas, imigrantes oriundos da região sul do país, mas, com a produção da menta, houve a imigração de pessoas que eram oriundos de outras regiões do Brasil que a não a região sul para o trabalho no cultivo da erva. Levanta-se, então, a seguinte questão: há mudança no sistema antroponímico decorrente deste movimento migratório? Com o referido questionamento e tomando por base os estudos de Vescovi (2015; 2016), intenta-se apresentar informações relativas aos sobrenomes e aos prenomes existentes no local antes e depois deste momento, considerando os estudos de Seide (2013a, 2013b, 2013c) sobre prenomes tradicionais e modismos. A análise feita demonstra que a história de uma comunidade pode ser comprovada por meio dos dados antroponímicos, pois foi possível correlacionar as mudanças antroponímicas, tanto em âmbito etimológico quanto em surgimento de outros prenomes não presentes até então, com as informações sobre a história do município.

Palavras-chave: Onomástica; Antroponomástica Histórica; Era da Hortelã  

 

Biografia do Autor

Jéssica Paula Vescovi, Instituto Federal do Paraná, Brasil

Doutora em Letras pela Unioeste, Professora do Instituto Federal do Paraná (IFPR) - Campus Avançado Coronel Vivida

Referências

Al-Zumor, Abdul Wahed Qasem Ghaleb (2009) “A Socio-Cultural and Linguistic Analysis of Yemeni Arabic Personal Names” GEMA Online: Journal of Language Studies. Bangi, Malásia, v. 9, n. 2, pp. 15-27, 2009. Disponível em: < http://www.ukm.my/ppbl/Gema/pp%2015_27. pdf>. Acesso em: 29 out. 2018.

Backes, Gilson (2007) “Narrativas e memórias: os trabalhadores do ciclo hortelaneiro (Oeste do Paraná, 1960-1970)” in Anais do IV Encontro Regional Sul de História Oral: Culturas, Identidades e Memórias, Florianópolis, 2007, pp. 01-08 (Anais Eletrônicos). Disponível em: - www.cfh.ufsc.br/abho4sul/pdf/Gilson%20Backes.pdf Acesso em: 25 jun. 2014.

Biderman, Maria Tereza Camargo. O Léxico. In: Oliveira, Ana Maria Pinto Pires; Isquerdo, Aparecida Negri. (Orgs.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande: Editora UFMS, 1998.

Busse, Sanimar (2010) Um estudo geossociolinguístico da fala do Oeste do Paraná. Londrina. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) – Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Londrina, Londrina – PR.

Deitos, Nilceu Jacob (2004) Presença da Igreja Católica no Oeste do Paraná: a construção do imaginário católico (1930-1990). Porto Alegre, 2004. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em História. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre – RS.

Dick, Maria Vicentina de Paula do Amaral (1992) Toponímia e Antroponímia no Brasil. Coletânea de Estudos. 2a. Ed. São Paulo: FFLCH.

Freitag, Liliane da Costa. Fronteiras perigosas: migração e brasilidade no extremo-oeste paranaense (1937 – 1954). Cascavel: EDUNIOESTE, 2001.

Gregory, Valdir. Os eurobrasileiros e o espaço colonial : migrações no Oeste do Paraná (1940-1970). 2. reimpr. Cascavel: Edunioeste, 2008. Disponível em: <http://www.unioeste.br/editora/pdf/livro_eurobrasileiros_espaco_colonial_valdir_gregory.pdf >. Acesso em: 18 jun. 2013.

Pflufk, Lia Dorotéia. Os aspectos naturais na propaganda da colonização de Marechal Cândido Rondon. In: Vanderline, Tarcísio; Gregory, Valdir;

Deitos, Nilceu Jacob (Orgs.). Migrações e a construção do Oeste do Paraná: século XXI em perspectiva. Cascavel: Coluna do Saber, 2007, p.119-142.

Reginato, Pedro (1979) História de Palotina. Santa Maria: Palloti, 1979.

Seide, Márcia Sipavicius (2012) “Importância relativa da etimologia para análise dos antropônimos” Anais do X Encontro do Celsul – Círculo de Estudos Linguísticos do Sul. Cascavel – PR: Unioeste, 2012. Disponível em: <http://www.celsul.org.br/Encontros/10/ artigos/AnaAmaliaSouza. htm>. Acesso em: 18 Nov. 2018.

Seide, Márcia Sipavicius (2013a) “Motivações contemporâneas para a escolha do antropônimo” Entreletras. Araguaína, TO, v. 4, n. 2, pp. 90-101, ago-dez/2013a.

Seide, Márcia Sipavicius (2013b) “Toponomástica e Antroponomástica: paradigmas e métodos” Revista Confluência. Rio de Janeiro, n. 44/45, pp. 165-184, 2013b. Disponível em: <http://llp.bibliopolis.info/confluencia/pdf/1192.pdf>.

Seide, Márcia Sipavicius (2013c) “Moda e tradição na antroponímia de Marechal Cândido Rondon” IX ENGTLEX. Resumos Expandidos. Caxias do Sul - RS: UCS, 2013c, pp. 1-3. Disponível em: <http://scholar.googleusercontent.com/ scholar?q=cache:v8eK7F3w0_MJ:scholar.google.com/+moda+e+tradi%C3%A7%C3%A3o+na+antropon%C3%ADmia+de+marechal&hl=pt-BR&as_sdt=0,5>. Acesso em: 3 nov. 2018. (Resumo expandido)

Vescovi, Jéssica Paula (2015) Prenomes e sobrenomes em Palotina-PR e Maripá-PR: um estudo comparativo. 2015. 112f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, Cascavel.

Vescovi, Jéssica Paula (2016) “O impacto da Era da Hortelã no sistema antroponímico de Palotina e Maripá (PR)” Revista ENTRELETRAS, Araguaína/TO, v. 7, n. 2, jul./dez. 2016. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/entreletras/article/view/2946/9486 – Acesso em 25 de jan. 2018.

Villegas Molina, María Elena; Brambila Paz, Rosa (2020a) Antroponimia

registrada en las Mercedes de Jilotepec, siglo XVI. Onomástica Desde

América Latina, n.1, v.1, (janeiro – junho): 122 –144. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/onomastica/article/view/24162. Acesso em: 17 out. 2020. https://doi.org/10.48075/odal.v1i2.25489

Villegas Molina, María Elena; Brambila Paz, Rosa (2020b) Apellidos

hispánicos en Centro-Norte de Nueva España, siglo XVI. Onomástica Desde América Latina, n.2, v.1, (julho – dezembro): 103 – 121. Disponível em:

http://e-revista.unioeste.br/index.php/onomastica/article/view/25489. Acesso em: 17 out. 2020. https://doi.org/10.48075/odal.v1i2.25489

Zabalza Seguín, Ana (2020a) Del solar bajonavarro a la Nueva Espanã: el viaje de Juan de Jaso (1523). Onomástica Desde América Latina, n. 1, v. 1. Disponível em:

http://e-revista.unioeste.br/index.php/onomastica/article/view/24157. Acesso em: 17 out. 2020. https://doi.org/10.48075/odal.v1i2.25491

Zabalza Seguín, Ana (2020b) El papel del estado en la formación de los

apellidos: la Navarra francesa y la Navarra española. Onomástica Desde

América Latina, n. 2, v. 1, (julho – dezembro): 17- 44. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/onomastica/article/view/25491. Acesso em: 17 out. 2020. https://doi.org/10.48075/odal.v1i2.25491

Downloads

Publicado

18-12-2020

Como Citar

VESCOVI, J. P. Eventos históricos e os impactos antroponímicos: a influência da Era da hortelã na antroponímia de Palotina – PR. Onomástica desde América Latina, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 30–58, 2020. DOI: 10.48075/odal.v0i0.25970. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/onomastica/article/view/25970. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos