O FAUSTO NAS AMÉRICAS: MEFISTÓFELES E LEGBA NA ENCRUZILHADA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rlhm.v17i30.27417

Palavras-chave:

Literatura, intertextualidade, cinema

Resumo


O texto parte da figura mítica do Fausto, cuja origem histórica teria se dado na Alemanha, e percorre brevemente suas reverberações na própria Alemanha e em outros países europeus, como a Inglaterra e a França. Nessa cartografia de origem, serão caracterizadas algumas das mutações do Fausto em sua pactuação com Mefistófeles, das primeiras narrativas moralistas até a inserção na modernidade e a atualização do mito em novas incorporações e linguagens. Faremos uso do conceito de tecido fáustico, de Jerusa Pires Ferreira, para então acompanharmos o tema fáustico até as Américas. Nesse recorte, o foco estará na investigação de um certo Fausto potencialmente presente na América do Norte, mais exatamente no sul-sudeste dos Estados Unidos, onde nasceu o blues. Para tratarmos do surgimento do blues, porém, não temos como deixar de fora os chamados “mitos da encruzilhada”, trazidos da África Ocidental pelos negros escravizados.

Biografia do Autor

Isabel Rebelo Roque, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutoranda no Programa de Comunicação e Semiótica da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). Mestra em Comunicação e Semiótica pela mesma instituição. Participa do Grupo de Pesquisa "Comunicação e Cultura: Barroco, Oralidades e Mestiçagem", liderado pelo Prof. Dr. José Amálio de Branco Pinheiro, da PUC/SP (DGP CNPq/Lattes). Licenciada em Letras (Português e Inglês) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Nove de Julho (1990). Bacharel em Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo (1985). 

Downloads

Publicado

01-02-2022

Como Citar

ROQUE, I. R. O FAUSTO NAS AMÉRICAS: MEFISTÓFELES E LEGBA NA ENCRUZILHADA. Revista de Literatura, História e Memória, [S. l.], v. 17, n. 30, p. 325–344, 2022. DOI: 10.48075/rlhm.v17i30.27417. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rlhm/article/view/27417. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

PESQUISA EM LETRAS NO CONTEXTO LATINO-AMERICANO E LITERATURA, ENSINO E CULTURA